Resenha: A Tempestade - Manuela Titoto

16/12/2016

A Tempestade
Manuela Titoto
Ano: 2016 / Páginas: 258
Idioma: português 
Editora: Novo Conceito
Numa das costumeiras pescarias com o seu pai, no reservatório Bellamy, a jovem Margot é raptada. Ela acorda, mas ainda se vê dentro de um pesadelo que invoca os medos mais primitivos e viscerais do ser humano: está aprisionada dentro de um caixão fechado. O serial killer que agia dessa maneira já era bem conhecido nos jornais norte-americanos como Irony Joe, e Margot parece ser a sua mais nova vítima.
Após sua fuga, Margot e seu pai começam a receber e-mails ameaçadores. Por segurança, ela tem que deixar o país. Na cidade de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, Margot passa a morar com a mãe. A partir de então, a jovem precisa lidar com uma nova vida, que significa ter outro nome e um colégio bem diferente do que estava acostumada.
O único problema é que o passado de Margot parece não querer se distanciar tanto assim do seu futuro.

Oi gente,

Um serial killer está aterrorizando os Estados Unidos, seu modo de operar é trancar a vítima em um caixão e atormentá-la até que esta morra. Margot em um final de semana de pesca com o pai é sequestrada e colocada em um caixão rústico, logo pensa que é mais uma vítima do serial killer, mas ela consegue com muita dificuldade escapar.

Em casa, o circo da mídia se monta e ela é rotulada como “a menina que escapou” os policias em sua ânsia de pegar o assassino esquecem que ela é uma vítima, com tudo isso é decidido que Margot vai morar no Brasil com sua mãe, que abandonou ela e seu pai quando ela tinha somente 2 anos, óbvio que ela não gosta nada disso, mas não quer que seu pai sofra mais com tudo o que aconteceu.

Já no Brasil, seu relacionamento com a mãe não é dos melhores e com o padrasto quase inexistente. 
No primeiro dia ela quando chega na escola, vê Gustavo e logo fica corada porque o rapaz é lindo, mas ela não acredita que tenha chances, dentro escola, uma aluna Maria Clara logo faz amizade com ela e a apresentando à sua turma. 

Começa então uma série de episódios estranhos que somente ela vê, isso deixa seus pais perturbados e pensando que talvez o sequestro tenho mexido com sua mente.

Eu achei o livro interessante, não se compara aos grandes livros policiais, ela deixa todas as pistas para que você saiba o que está acontecendo ao longo do livro, isso não o deixa ruim. No entanto também não é um livro bom, de tirar o fôlego e o final me deixou muito frustrada, porém se você estiver em casa querendo ler algo mais relax sem ser romance, esse pode ser um bom livro para esse caso.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados