Resenha: Pax - Sara Pennypacker

05/11/2016

Pax
Sara Pennypacker
Ano: 2016 / Páginas: 288
Idioma: português 
Editora: Intrínseca
Peter e sua raposa são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra, e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde passará a morar, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas.
Alternando perspectivas para mostrar os caminhos paralelos dos dois personagens centrais, Pax expõe o desenvolvimento do menino em sua tentativa de enfrentar a ferocidade herdada pelo pai, enquanto a raposa, domesticada, segue o caminho contrário, de explorar sua natureza selvagem. Um romance atemporal e para todas as idades, que aborda relações familiares, a relação do homem com o ambiente e os perigos que carregamos dentro de nós mesmos.
Pax emociona o leitor desde a primeira página. Um mundo repleto de sentimentos em que natureza e humanidade se encontram numa história que celebra a lealdade e o amor.

Olá
Confira a resenha do livro Pax, da autora Sara Pennypacker, publicado pela Intrínseca. #SemanaPax
Caso tenha se emocionado com a raposa e O pequeno príncipe, prepare seu coração e os lencinhos. Eu, particularmente, tenho um fraco por animais 🙂
Pax é uma bela história atemporal, contemporânea, ilustrada por Jon Klassen, que mostra o laço de amizade entre um garotinho de 12 anos e e uma raposa.
Pouco tempo após morte de sua mãe, Peter encontra uma raposa que fora atropelada por um carro e resgata o filhotinho sobrevivente, dando o nome de Pax.
Os dois criam uma forte ligação, até que o pai de Peter tem de ir a guerra. Peter deverá morar na casa do avô e seu pai faz com que deixe Pax na floresta para que volte a ser um animal “selvagem”.
“Pax sentia fome e frio, mas o que o despertou foi a necessidade de abrigo. Piscou uma vez e recuou um pouco. Ao contrário do que imaginara, o que havia atrás não eram as barras firmes do seu cercado, pois cedeu facilmente, com estalos secos. Quando se virou, deparou-se com o canteiro de asclépias secas onde havia se aninhado algumas horas antes.
Gritou por Peter, mas então lembrou: seu menino tinha ido embora.”
Porém o amor que os une é tão forte que estão determinados a se reencontrarem, e com isso uma perigosa jornada se inicia.
Muitas coisas ruins acontecem desde a morte da mãe de Peter. Mas nessa guerra que vai destruindo tudo pela frente , há cenas bem fortes, como a cena do carro se afastando e ao abandonar a raposinha Pax a deixando desnorteada, ou a do campo minado…
A história se passa em um país sem nome, traz mensagens positivas sobre autoconhecimento, fazer o que é certo e o melhor para consertar o que fez errado, amor, lealdade, amizade.
O mundo de Peter e Pax, seus obstáculos, e perigos ao longo de seus caminhos são retratados através de capítulos em vozes alternadas.
A autora consegue tocar o coração do leitor, as personagens vivem paralelamente sua busca e autoconhecimento, por um lado Pax a raposinha domesticada encontrando o lado selvagem, por outro o garotinho amadurecendo e até encontrando o amor que pai não demonstrara.
“Peter deixou o pai abraçá-lo. Durante tantos anos ele quisera se sentir dentro daquele círculo de amor e proteção…”
Um belo livro que encanta com a história, belas ilustrações e que toca o coração. Recomendo
Rosana Gutierrez

Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

4 comentários :

  1. Esse livro está entre os meus desejados. A história já me deixou encantada só de sinopse e parece ser muito bonita e emocionante, cheia de mensagens e valores bons pra se passar. Além de ter um trabalho gráfico incrível. Ilustrações, capa, tudo nele está bem bonito. Também tenho um fraco por animais, então esse já ficou parecendo que foi feito pra mim! xD
    Muito bom, queria ler.

    ResponderExcluir
  2. A capa desse livro é bem fofa e pelo que li da sinopse e da resenha contém uma história encantadora, já imaginei ele como uma animação pro cinema, eu iria gostar de ver ;) Pelo que você disse o livro nos apresenta inúmeras lições de vida, aprendizado, amor, lealdade, amizade que deve agradar a todos os públicos e que deve ser lido :) Ótima dica.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Esse livro é o mais desejado de todos da minha humilde lista haha
    Esse livro me conquistou desde o lançamento, a sinopse me fisgou, um livro que fala sobre o verdadeiro valor da amizade de um menino e sua raposa, com uma trama repleta de lições valiosas com certeza vai ganhar o meu coração. Como uma apaixonada e protetora de animais, sei que não é fácil ter que se separar do fiel amigo, com certeza vou ficar cativada por essa amizade tão pura e sincera entre o Peter e Pax.
    Capa dura, ilustrações lindas, tudo para deixa o livro ainda mais amorzinho ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Rosana!
    Adoro também livros com animais e nem consigo imaginar um animalzinho sendo abandonado.
    Tão bom quando um livro traz mensagens de engrandecimento espiritual e pessoal.
    Fiquei muito interessada em ler.
    “Capacidade de saber cada vez mais sobre cada vez menos, até saber tudo sobre nada.” (Millôr Fernandes)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados