Resenha: A Árvore da Mentira - Frances Hardinge

07/07/2016

Frances Hardinge
Ano: 2016 / Páginas: 304
Idioma: português 
Editora: Novo Século
A MENTIRA TEM SEUS FRUTOS. E QUASE NUNCA SÃO DOCES.
Na inóspita ilha inglesa de Vane, em pleno século XIX, os Sunderlys desembarcam, atraindo atenções e suspeitas.
Quando o reverendo Erasmus, patriarca da família e proeminente estudioso de ciências naturais, é encontrado morto em circunstâncias obscuras, sua fi lha, a jovem e impetuosa Faith, está determinada a desvendar o mistério. Para isso, precisará de coragem não apenas para confrontar dolorosos segredos mas também para desafiar as implacáveis tradições da sociedade em que vive.
Investigando os pertences do pai em busca de pistas, ela descobre uma planta estranha. Uma árvore que se alimenta de mentiras sussurradas e dá frutos que revelam verdades ocultas.
Quando a espiral das sedutoras mentiras de Faith fica fora de controle, ela compreende que as verdades estilhaçam muito mais.
Combinação de horror, romance policial e realismo fantástico, esta arrepiante história da premiada escritora britânica Frances Hardinge, autora de "Canção do Cuco", promete arrebatá-lo do começo ao fim.
Oi gente,

A família Sunderly se muda para a Ilha Vane, fugindo do escândalo que envolve a credibilidade do reverendo Erasmus Sunderly no campo cientifico. A adaptação da família não é fácil visto que a fofoca logo chega na ilha.

"Não deve morar ninguém aqui, foi o que ela pensou primeiro. Ninguém moraria aqui se pudesse escolher. Só devem morar náufragos. Criminosos, como os condenados na Austrália. E pessoas que estão fugindo, como nós. Somos exilados. Talvez tenhamos que morar aqui para sempre."

Faith ama muito seu pai e sente falta do tempo em que permanecia junta a ele durante suas pesquisas, o relacionamento com a mãe é tenso porque ela não quer ser uma lady e sim uma naturalista como seu pai, mas ele se mantém distante dela e do resto da família.

Em um momento de rebeldia contra o afastamento do pai, Faith acaba descobrindo o segredo do pai, que envolve uma planta estranha. No entanto assim que o pai esconde a planta com a ajuda de Faith, ele é encontrado morto. A menina tem certeza que seu pai foi assassinado, mas ninguém lhe dá atenção.

"Faith não se sentiu triunfante nem culpada. A escuridão era solitária, e o tempo se esvaía. Ela pensou na Árvore da Mentira em sua caverna sussurrante, e estranhamente isso a fez sentir-se um pouco menos sozinha."

Antes que as pesquisas do seu pai fossem vasculhadas, Faith as esconde e depois as lê, o que descobre devolve sua confiança no pai mesmo que uma parte dela o condene pelo que fez. Só que agora ela tem uma planta estranha e um mistério a ser desvendado, mais uma vez ela se torna como seu pai e usa a planta para descobrir o que de fato aconteceu com ele.

"Apesar de tudo, havia verdadeiro prazer em pensar na mentira espalhando tremores por Vane, desequilibrando seus inimigos tão autoconfiantes e fazendo-os lutar entre si feito gatos. Faith encheu-se de orgulho e sensação de poder. Era boa nisso… e estava melhorando."

Eu já tinha lido um livro da autora, A Canção do Cuco, e tinha gostado muito da escrita dela, seu toque para a magia e o sobrenatural é fantástico. Ela consegue misturar esses ingredientes com ensinamentos, mostrando que para cada ato ou palavra, há consequências e às vezes não conseguimos lidar com elas.

Gostei muito da leitura e acho que vale a pena lê-lo. Mesmo o clima sendo meio sombrio, a história é bem construída e tem os elementos necessários para torna-la interessante.

Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

4 comentários :

  1. Tinha visto muita coisa legal desse outro livro dela e achei interessante quando esse saiu. A sinopse me intrigou e pelas resenhas parece ser um livro sombrio e com bons ensinamentos, situações que chegam a fazer pensar e uma história muito bem escrita. É legal. Gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  2. Desde que vi a capa fiquei querendo esse lançamento, a sinopse me instigou, fiquei com vontade de saber tudo sobre essa arvore e os mitos que envolvem ela, também quero saber das reviravoltas que causa, não sabia que a autora era a mesma de A canção do Cuco, mas nunca li nada dela

    ResponderExcluir
  3. É um livro que assusta, capa e título, e a ideia de uma árvore que se alimenta de mentiras e dá frutos é até real: toda mentira tem uma consequência.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei curiosa, ainda mais por causa dessa planta!!
    Parece ser um livro recheado de mistérios e superinstigante!!
    Anotado aqui =D
    bjss

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados