Resenha: Meu Coração e Outros Buracos Negros - Jasmine Warga

26/04/2016

Meu Coração e Outros Buracos Negros
Jasmine Warga
Ano: 2016 / Páginas: 312
Idioma: português 
Editora: Rocco Jovens Leitores

Um tema amargo, mas necessário. Em Meu coração e outros buracos negros, a estreante Jasmine Warga apresenta aos leitores um romance adolescente que aborda, de forma aberta, honesta e emocionante, o suicídio. Aysel, a protagonista, enfrenta problemas com a família e os colegas de escola, como tantos jovens por aí, e, aos 16 anos, planeja acabar com a própria vida. Mas quando ela conhece Roman num site de suicídio, em busca de um cúmplice que a ajude a planejar a própria morte, num pacto desesperado, a vida dos dois literalmente vira de cabeça para baixo. Aos poucos, Aysel percebe que seu coração ainda é capaz de bater alegremente. E ela precisará lutar por sua vida, pela vida de Roman e pelo amor que os une, antes que seja tarde.


Ninguém quer ficar doente, ninguém quer ficar solitário, ninguém quer se sentir mal, porém a tristeza faz parte da vida e às vezes ela vira doença...

“Depressão é como um peso de que não se pode escapar. Ele esmaga você, faz até as menores coisas, tipo amarrar os tênis ou mastigar uma torrada, parecerem uma corrida de trinta quilômetros montanha acima. A depressão faz parte de você; está nos ossos e no sangue.”

A tragédia pode acontecer a qualquer momento e muitas vezes todas as coisas que você poderia ter feito para evitar, nenhuma delas você consegue fazer para evitar porque simplesmente, nunca pensei que aquele momento aconteceria.

O livro conta como uma tragédia mudou a vida de Aysel, seu pai em um surto psicológico acaba matando a estrela esportiva da cidade. Com isso a depressão se afunda na menina e aos 16 anos decide que não quer mais viver assim, porém sabe que não conseguiria sozinha. Então entra em um fórum de suicidas para encontrar um parceiro, alguém que iria até o fim com ela e a ajudaria a ser bem sucedida.

É assim que Roman entra em sua vida, outro adolescente com uma tragédia em sua vida. Sua irmãzinha morreu enquanto ele deveria estar vigiando ela. Só que ele também precisa de alguém que o ajude a ir até o fim.

Quando ambos se conhecem, eles percebem que um entende o outro, que conseguem ver além do comportamento estranho, da solidão e quando mais tempo eles ficam juntos, Aysel começa a ver as coisas por outro ponto de vista, começa a querer ver o que o amanhã traria, mas agora precisa que Roman continue sendo seu cumplice. 

O livro tem um tom bem triste porque afinal de contas é sobre depressão, mas a Jasmine veio com um tom de esperança nas páginas. Ela decidiu mostrar outro lado. Aquele em que surge alguém que faz toda a diferença em sua vida e mesmo que a luta contra a depressão nunca termine, os dias bons fazem valer a pena continuar.

Com os adultos o tema da depressão, e outras doenças mentais, ainda é bem difícil de ser tratado, a maioria sempre pensa que é algo comportamental, que apenas um esforço é o suficiente. A dura verdade é que não se chama doença à toa. É preciso ajuda e tratamento.

Gostei do fato deles serem adolescentes porque traz a tona que essa doença pode afetar qualquer um e que é importante saber como identificar e como ajudar.

Me sinto uma pessoa melhor por ter lido o livro, é daquelas histórias que continuam com a gente mesmo que o tempo passe.

Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

2 comentários :

  1. Nossa, é um tema bem complicado esse. Tenho parentes que tem essa doença, depressão, ou já passaram por isso e que coisa ruim...
    Gostei do livro por tratar isso dessa forma, dar uma ideia de como é a vida dessas pessoas e etc de um modo gostoso e interessante de ler. De um modo mais esperançoso mesmo, mostrando, como disse, os dias bons que fazem valer a pena continuar. Porque é delicado. O assunto mexe com você, quando você vê pelos olhos dessas personagens como é a vida, o que eles sentem, as consequências e etc. Parece ser muito bonito e gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  2. Achei tudo muito mórbido. Já não curto histórias nas quias os personagens principais sejam adolescentes, quando há drama como pano de fundo gosto menos ainda.

    Num primeiro momento, não me atraiu, mas o tema é forte e atual, aquele tipo de leitura que ensina. Pretendo ler.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados