Resenha: João e Maria - Neil Gaiman / Lorenzo Mattotti

24/02/2016

João e Maria
Neil Gaiman
Ano: 2015 / Páginas: 56
Idioma: português 
Editora: Intrínseca
O prestigiado escritor Neil Gaiman e o brilhante ilustrador Lorenzo Mattotti se encontram para recontar o clássico João e Maria. Familiar como um sonho e perturbador como um pesadelo, o conto narra a saga de dois irmãos que, em tempos de crise e falta de esperança, são abandonados pelos próprios pais e precisam enfrentar com coragem os perigos de uma floresta sombria. Em um texto poético, Gaiman revive a tradição dos contos de fada, dando profundidade à aventura dos irmãos, mas sem abandonar a autenticidade e o talento único de mesclar realismo e fantasia que o transformaram em um dos maiores autores de sua geração. Mattotti, por sua vez, dá um ar inteiramente novo ao clássico. Seus traços criam um jogo de luz e sombra, permitindo que o leitor desvende aos poucos a imagem, assim como os segredos da história de João e Maria.

Olá!

Confira a resenha do livro João e Maria do autor Neil Gaiman, com ilustrações de Lorenzo Mattotti.

Eu já disse algumas vezes aqui no Livrólogos que adoro contos de fadas, todas versões, a dos irmãos Grimm, da Disney e agora de Neil Gaiman.

Neil Gaiman é um contador de histórias magistral. Não é o fato de ser fã dele há … ops, melhor nem dizer para não denunciar a idade, que me fez mais uma vez cair de amores por um livro dele.  É a narrativa, o toque poético do autor em sua escrita.

João e Maria é uma história bem conhecida, um casal de irmãos perdidos na floresta, uma casa de doces, bruxa, etc. Porém aqui, a bruxa não é uma velhinha e não há uma madrasta e sim a mãe das crianças. Neil Gaiman optou por uma das muitas versões onde não usam uma bruxa.

Assim como nas primeiras versões é uma história cheia de simbolismo e, no fim do livro, há um texto que fala sobre isso. Sobre os irmãos grimm e as variantes e transformações da história ao longo dos séculos.

Eu prefiro o nome original das crianças, mas  imaginem Hänsel e Gretel, ficaria bem difícil a pronúncia, entendimento e empatia, então, João e Maria.

O lenhador e sua esposa, viviam a beira de um rio na floresta. Eles tiveram um casal de filhos, João e Maria. Eram humildes, mas sobreviviam, porém com a guerra, houve escassez de alimentos e a fome dominava tudo. A mãe, com sua lógica idiota, convence o marido a abandonar os filhos na floresta para ter duas bocas a menos. Na primeira vez, João foi deixando pedrinhas ao longo do caminho e conseguiram voltar. passado mais um tempo, novamente deixados na floresta, João havia usado pedacinhos de pão, mas foram comidos pelos animais na floresta.

Mortos de fome, acabam sentindo cheiro de pão de mel recém feito, correram atrás desse aroma divino e se depararam com uma casa feita de pão de mel e doces. Literalmente começaram comer um pedaço da casa e uma velhinha aparece de dentro da casa, os convida a entrar e comer. Mas a comida tinha sonífero e todo mundo sabe o que vem a seguir!

Um clássico com o toque do mestre da fantasia. Imperdível.

Durante a narrativa, há várias ilustrações feitas por Lorenzo Mattotti, em preto e branco que dá um tom mais sombrio e complementa a trama.
O acabamento é lindo, em capa dura, e a parte interna do livro, do texto, é com folhas com gramatura maior  ( mais grossas ) . A Intrínseca caprichou.

Em 2007, Mattotti criou as ilustrações de João e Maria para celebrar a encenação da obra exibida pelo Metropolitan Opera. A arte de Mattotti serviu de inspiração para o conto de Neil Gaiman, autor com mais de 2 milhões de seguidores no Twitter.

Recomendo!

Rosana

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados