Resenha: Homem-Formiga: Inimigo Natural

20/01/2016

Homem-Formiga: Inimigo Natural
Marvel # 07
Marvel Comics
Ano: 2015 / Páginas: 256
Idioma: português 
Editora: Novo Século
Conheça Scott Lang. Ex-vigarista, pai solteiro e Homem-Formiga nas horas vagas. Ao lado de sua filha, Cassie, Scott encara uma nova vida em Nova York e está determinado a fazer com que tudo dê certo: Cassie estuda numa boa escola, ele tem um emprego estável e, finalmente, sente-se pronto para engatar um novo relacionamento.Apesar de ter as melhores intenções, Scott não consegue manter-se longe dos holofotes – ou das lentes de aumento –, e não vai demorar muito para que sua nova vida desmorone. Quando um antigo cúmplice da época de crimes vai a julgamento, pai e filha veem-se às voltas com guarda-costas enviados pelo governo a fim de protegê-los. Scott acha isso desnecessário, mas ele desconsidera algo de fundamental importância: o fator adolescência. Quando a situação aperta para o lado de Cassie, Scott não hesita em trazer à tona o poderoso Homem-Formiga (sem ironia).Mas o que esse vilão realmente deseja? Scott e Cassie talvez estejam lutando contra algo muito maior do que eles imaginam.O premiado autor Jason Starr traz aos fãs uma história inédita, repleta de desespero, segredos e grandes aventuras de proporções microscópicas!
“Alguns clientes no balcão olhavam para o casal, querendo saber do que se tratava a discussão. Mais formigas invadiram a mesa. Elas captaram a tensão e o perigo iminente, e vieram ajudar Scott e sua camarada formiga. Anne também reparou nas formigas e se levantou, vestindo a jaqueta.
– Você tem problemas sérios, sabia? – ela disse.
– Você quase mata uma formiga inocente, e eu que tenho problemas?
– Formiga inocente? Chega. Desisto. Oficialmente, esse foi o pior encontro de todos os tempos.
– Nisso você tem razão.”

Não acompanhei nenhum super herói pelos quadrinhos, tudo o que eu sei vem dos filmes e séries, o que de acordo com meu marido não são as fontes mais confiáveis já que são roteiros adaptados. Mas hey, temos que começar em algum lugar certo?

Todas as impressões que eu tinha sobre o Homem-Formiga vinham do filme lançado ano passado então devo confessar que esperava algo bem próximo do que rolou na história. Óbvio que não foi nada disso.

Jason Starr conta uma história da vida de Scott Lang. Ele tem um emprego fixo e sua filha está morando com ele enquanto sua ex toma conta da mãe doente. Também patrulha as ruas combatendo crimes. Tudo ia bem até que um ex companheiro de crimes de Scott foge da prisão e parece estar se vingando das pessoas que foram responsáveis por sua prisão. O FBI então envia agentes para proteger Scott e sua família enquanto ele tenta descobrir as coisas por conta própria.

“Scott teve que sorrir. Tony vinha provocando Scott há anos por causa de sua estatura, digamos, menor no mundo dos super-heróis, mas mesmo não gostando muito das brincadeiras, tinha se acostumado a elas. Como poderia ficar chateado com Tony depois do cara tê-lo ajudado tantas vezes? Tony chegara a arranjar um emprego para ele nas Indústrias Stark quando Scott resolvera andar na linha e ninguém queria contratar um ex-criminoso que tinha ficado preso um bom tempo por assalto à mão armada. Tá, beleza, Tony tinha feito isso como um favor a Hank Pym por serem velhos amigos. Mas de certo modo, Tony salvara a vida de Scott, dando-lhe a base de que precisava para seguir um caminho legal e ser um bom pai para Cassie. Os dois eram mais do que colegas Vingadores – eram amigos.”

O livro mais parece um episódio de desenho, não se aprofunda em explicações e é marcado pela solução do problema que surgiu na vida de Scott. Como uma boa história de super herói, tem ação e muita aventura, mesmo enquanto mostra que ele é um cara comum, com um emprego e uma filha para criar. Aliás Cassie rouba a cena várias vezes durante a história, seja sendo uma típica adolescente como ajudando seu pai a entender o que está acontecendo de ruim com as formigas da cidade.

Quanto ao formato, funcionou muito bem para mim que não lê HQs. Mas quem curte os quadrinhos, pode ficar bem decepcionado. Aliás quem também pode ficar meio perdido são aquelas pessoas que não conhecem a história do Homem-Formiga, como eu já disse o autor não explica muito as coisas. Mas acredito que é irresistível para os fãs que querem sempre mais dos seus heróis favoritos.

Como eu já tinha assistido ao filme e questionado meu marido (que não gosta quando eu faço isso), consegui curtir bem o livro. Inclusive quero ler todos os outros que foram lançados pela Novo século.

Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

6 comentários :

  1. Cristiane Dornelas20 de janeiro de 2016 17:35

    Não sei se leria, mas vi esse livro lá pela época de quando saiu o filme e achei interessante. Não sou de ler hq e esse seria um até melhor de conferir. E ter cara de desenho ajuda, parece uma leitura rápida e fácil. Só não sei nada do personagem e pelo jeito sairia boiando em várias partes xD
    Mesmo assim, pra quem é fã deve ser bacana conferir.

    ResponderExcluir
  2. Estamos juntas, Elis, pq tudo que conheço de Marvel foi o que assisti nos filmes hahahaha
    Apesar de não ler quadrinhos, sempre vou achar as adaptações mais legais.

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti ao filme e apesar de ter gostado não me interesse em ler sobre ele. Foi engraçado, porém não me conquistou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Curto super-heróis e leio HQs,mas essa do Homem-Formiga não fiquei curiosa,nem o filme coloquei na minha lista,estou bem neutra em relação a ele.

    ResponderExcluir
  5. Leticia Ramos de Mello Oliveira26 de janeiro de 2016 12:49

    Olá, Elis!

    O seu marido tem razão: Os filmes e séries são meras adaptações, já que o mundo das HQs é bem complexo (Imagine universos paralelos em que o Homem-Aranha em um deles é o Peter Parker e em outro, ele é um hispânico.) e cheio de ligações, que infelizmente, as brigas entre estúdios de Hollywood não permitem de se repetirem nos cinemas. Mas são mesmo assim um belo cartão de visitas para quem quer conhecer as HQs e os livros. E acho que o ritmo dos livros é feito para se aproximar da rapidez dos HQs e desenhos, assim agradando a quem também gosta dos quadrinhos.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oi Elis! Vc pergunta a seu marido, e eu, ao meu irmão que é super fã de HQs, aliás, ele tem umas bem antigonas. Aí quando bate a dúvida, ou quando estou empolgada com alguma série e comento com ele, é bem divertido, porque ele vem com aquele ar de sabedoria dos fãs explicando...rsrrss. Amo HQs, porém meu estilo tá mais pra Turma da Mônica e Tio Patinhas, mas não leio essas de super heróis, prefiro o filme...rsrsrs. Quanto ao livro, parece ser uma boa pedida, mas deixo para os fãs no momento, pois minha lista tá enorme...kkkk

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados