@NovoSeculo - Lançamentos Talentos da Literatura Brasileira

15/09/2015

image026Ligia Ortiz lança o romance “Nas proximidades do amor”

Em obra de estreia, autora lança o primeiro volume da série Predestinados: “Nas proximidades do amor”

A autora Ligia Ortiz, moradora de Jundiaí, faz sua estreia no selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século Editora, com o lançamento do romance “Nas proximidades do amor – volume 1 predestinados”.
Na trama, após ser traída pelo noivo, Nalu Alcântara Hanz, uma jovem e atraente publicitária, faz de tudo para preservar seus sentimentos. Passado o pior, vê em Caio uma ilha segura e mantém seu coração a salvo de ser quebrado novamente.
Tudo parece perfeito. Mas quando sua vida esbarra com Alec, uma bagunça deliciosa acontece, balançando suas estruturas e questionando suas regras. Alec está determinado a ficar com Nalu, que só recua de suas aproximações. Contudo, não se foge da verdade, ela sempre aparece.


image002_1

Catarinense mistura realidade e ficção em “21 Dias nos Confins do Mundo”

Mais do que um roteiro de viagem cruzando a Patagônia, “21 Dias nos Confins do Mundo”, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, do Grupo Editorial Novo Século, é um livro de ficção baseado em fatos reais vivenciados por Henry Jenné. O escritor leva o leitor a acompanhá-lo por uma jornada fantástica, atravessando desertos e cruzando montanhas, lagos, glaciares, estreitos de mar e ilhas sem fim. Em várias paradas, é possível conhecer nos pequenos povoados da região os descendentes dos povos ancestrais da Terra do Fogo.
“Desde criança fui fascinado por mapas. Por volta dos 8 anos, passei a me interessar pelo extremo sul da América. Passava horas estudando um pequeno e velho mapa que ganhei do meu avô, olhando com atenção cada pedaço de terra naquela longa faixa de terra que apontava em direção ao Polo Sul”, escreve Henry Jenné em seu site.
Seu sonho acabou se realizando depois de 30 anos, quando Jenné resolveu abdicar da carreira de administrador para dedicar-se integralmente a um outro projeto almejado: ser escritor em tempo integral.


“21 Dias nos Confins do Mundo” é o primeiro fruto dessa nova fase. Com um belo arranjo entre realidade e ficção, o livro costura fatos históricos e curiosos, induzindo o leitor a se lançar na emocionante aventura que é se descobrir no mundo.


image004_1

A carioca Isadora Raes lança “Entre Corações” na Bienal do Livro do Rio

Nascida e criada no Rio de Janeiro, Isadora Raes sempre gostou de escrever, mas nunca imaginou que publicaria um livro. Até que resolveu fazer o que mais gostava: criar histórias. "Comecei a postar algumas Fanfictions e a partir de então não parei mais, sempre recebendo críticas positivas de leitoras", conta Isadora.


Foi dessa experiência que surgiu “Entre Corações”, seu romance de estreia, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira. "A trama foi escrita em apenas dois meses e todos os capítulos eram postados quase que diariamente na plataforma, o que causou um grande burburinho entre as seguidoras", relembra.
Na obra de Isadora Raes, a leitora é levada a acompanhar a luta de Jonas para reerguer a fazenda da família. Com seu jeito ousado, o rapaz acabou conquistando bons amigos e alguns inimigos, entre eles Jack Monteiro, um poderoso fazendeiro que domina a região com mão de ferro. A história se complica de verdade quando Jonas esbarra na caçula da família Monteiro, a atrevida e sensual Mônica, que tem o poder de mexer com a cabeça dos homens. Os dois, orgulhosos, entram em conflitos que passam a permear a história, enquanto seus corações querem apenas paz e amor.


image006_1

A paulista Clélia Gorki estreia na literatura com “Separada & Dividida”

Alice, personagem central do livro “Separada & Dividida”, da jornalista Clélia Gorski, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, é uma assessora de imprensa que decide dar a volta por cima em sua vida logo após o término de seu casamento. Com a responsabilidade de cuidar de três filhos, um bebê de um mês e duas gêmeas de cinco anos, Alice começa a reavaliar seu papel no mundo atual, onde a mulher precisa se desdobrar em inúmeras funções, sem quebrar o salto e se descabelar no meio da jornada diária.

Com uma linguagem leve e divertida, a autora leva o leitor a perceber que poderia trocar o nome Alice por Beatriz, Ana ou Daniela sem a menor interferência para o enredo: “A história da personagem é também um pouco da minha, das amigas, das colegas de trabalho. Frente as mil tarefas diárias – mãe, motorista, enfermeira, profissional, gestora da casa – precisamos nos multiplicar para dar conta de tudo. E, mesmo assim, ainda ficamos com receio de não conseguir”, diz a jornalista Clélia Gorki.
Entretanto, cansada de tanta sobrecarga de tarefas, Alice acaba por perceber que está deixando de lado a sua feminilidade e começa a resgatar algumas características próprias do seu gênero: ser mais acolhedora, por exemplo. Ela não quer ser mais a supermulher moderna, poderosa e heroína. Alice que ser apenas uma nova mulher.
A assessora, então, parte para essa nova empreitada com a mesma disposição de quem passa a vida tentando matar um leão por dia: “Longe de ser uma história que prega a guerra entre os gêneros, o romance aborda assuntos de forma divertida para que cada pessoa que o leia, entenda a mensagem da melhor maneira para ela”, conclui a autora.


image008_1

Rafael Vital lança “Déjà vu” na Bienal do Livro do Rio

Acordar cedo todos os dias e sair para enfrentar a maratona diária faz parte da rotina de Rafael Vital, de seu personagem Fabrício e de milhões de pessoas que moram em São Paulo, cidade que é uma das maiores metrópoles do mundo.
E foi nas ruas abarrotadas da cidade, trabalhando como taxista, que surgiu “Déjà vu”, o livro de estreia de Rafael Vital, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira. Na obra, o personagem Fabrício vê sua rotina afetada quando descobre que os misteriosos sonhos que têm desde criança, com pessoas desconhecidas, na verdade, são visões que podem vir a acontecer.
A realidade parece querer fugir de seu controle quando Fabrício começa a sonhar que sua namorada Juliana é sequestrada. O rapaz, então, inicia uma luta desesperada para se antecipar ao futuro e salvar a namorada da tragédia. Porém, um grande problema se interpõe em seu caminho: como encontrar os cenários e as pessoas desconhecidas que, de uma maneira confusa, interagem em seus pesadelos aparentemente de forma desconexa?



Confira os outros lançamentos.




image010_1

Jorge Lemos lança a ficção “São Thomé das Letras: as visões de Eric Leriner”
Mineiro retrata em livro de ficção a experiência Eric Leriner, em São Thomé das Letras.

Com uma narrativa sólida, capaz de penetrar na cabeça do leitor e causar interesse da primeira à última página, o mineiro Jorge Lemos lança seu terceiro livro, “São Thomé das Letras: as visões de Eric Leriner”, pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da Novo Século Editora.
A imaginação de Eric Leriner, aluno do terceiro ano de Física, adquirira, de forma espontânea, condições de libertar-se, atravessar a parede da realidade e de levá-lo a lugares inesperados, onde passou a interagir com seres e situações distantes de seu cotidiano.
Sua maior aventura aconteceu a partir do encontro com uma jovem incomum que o aguardava abrigando-se da chuva, rente à pedra da Bruxa em São Thomé das Letras. Uma história ora sagrada ora profana passada em lugares que mudam de paisagem e posição a todo instante.


image012_1

Bianca Landim lança “Rebirth: os novos titãs”
Grécia, Egito e Índia serviram de inspiração para Bianca Landim escrever o seu primeiro livro.

A autora Bianca Landim deu vida aos personagens do livro em 2008, depois de uma viagem à Grécia. Ganharam retoques anos depois, quando foi a vez de o Egito ser visitado. A última etapa da jornada foi a Índia, onde viajou de trem por oito dias. O resultado está em “Rebirth: os novos titãs”, recém publicado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século Editora.
No livro, quatro crianças foram postas nos caminhos imortais dos deuses do Olimpo e, delas, uma nova geração de titãs surgiu, mostrando-se incrivelmente mais poderosa que os primeiros – derrotados por Zeus e seus irmãos –, e até mesmo que os próprios deuses!
Missões lhes foram atribuídas e mundos imortais foram conhecidos, dando-lhes sabedoria, poderes e novos aliados. Acima de tudo isso, o amor único foi alcançado e suas origens, desvendadas, fazendo dos titãs uma nova ordem no Olimpo, com Zeus e os outros deuses, conhecidos como os Doze Olimpianos.


image014_1

O mineiro Gabriel Aragão lança “Theo: o primeiro nome da morte”
Livro retrata a vida Theo, um jovem comum, que passa a confrontar os seus valores.


Em seu primeiro livro “Theo: o primeiro nome da morte”, lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da Novo Século Editora, o mineiro Gabriel Aragão narra a vida um jovem comum sob a ótica do protagonista e do narrador.
Na trama Theo descobre o amor, é cercado de amigos e enfrenta das maiores banalidades aos mais complexos conflitos e ritos da passagem para a vida adulta. Possui, porém, uma alma voraz, movida a ódio e sedenta por justiça. Essa sede o leva a ser policial. Ele conhece, então, a vida nua e crua, aprende a relativizar certo e errado e tem que confrontar seus valores.
Desiludido, deixou a vida levar-lhe ao Direito. Já advogado, em um meio corrupto e ardiloso, conviveu com todos os tipos de pressão, deixando seus ímpetos muito mais perigosos; o extremo da violência e da razão disputando uma só alma.


image016_1

Ana Luiza Von lança seu primeiro livro “As nove peças” pelo selo Talentos da Literatura Brasileira.
Como a jovem guardiã conseguirá salvar sua própria vida e a de seus amigos em uma missão quase impossível de realizar?


Aos 15 anos, a jovem Ana Luiza Von estreia na literatura com “As nove peças”, lançado pelo Talentos da Literatura Brasileira, selo da Novo Século Editora. Em seu livro, Ana Luiza leva o leitor a acompanhar as aventuras de Catherina, adolescente de 15 anos que, apesar da pouca idade descobre que foi escolhida como guardiã de seu pequeno planeta, integrante de uma das inúmeras galáxias do Universo infinito.

A vida da jovem guardiã e de seus amigos corre perigo. Entretanto o grupo não tem outra saída a não ser enfrentar o ardiloso vilão que pretende dominar o espaço sideral. O poder de Catherina e de seus jovens companheiros está na união, pois acreditam que, juntos, serão mais fortes que o mal e conseguirão salvar os nove mundos à beira da destruição. A cada passo, Catherina se encontrará em uma encruzilhada e só terá como arma sua inteligência para vencer o poderoso tirano. Como em um imenso jogo de xadrez, cada jogada tem de ser muito bem pensada pela guardiã. E cada descoberta poderá ser decisiva para o xeque-mate.


image018_1

O paulista Gabriel Ract estreia na literatura com “Tiac: a torre de Babel”

Arrogantes e ressentidos por conta da sua expulsão do paraíso, anjos rebeldes decidem arruinar totalmente o planeta Terra e escravizar os poucos habitantes que restaram.
Cinco anos após ter decidido ser escritor, o jovem paulista Gabriel Ract lança seu livro de estreia “Tiac: a torre de Babel” pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século Editora. Neste eletrizante romance de ficção, os anjos, criaturas celestes consideradas os verdadeiros guardiões da humanidade, se revelam seres arrogantes e hostis depois de descobrirem que não havia um lugar para eles após a derradeira destruição da Terra.
Sem lugar para ficar, os anjos rebeldes resolvem investir em um milenar projeto humano: a construção de uma torre de Babel.
Depois de dez anos, com a edificação da torre avançando a passos largos, Dário, um escravo de 15 anos, não vê nada pela frente a não ser sofrimento, dor e morte. Irônico e extremamente pessimista frente à falta de perspectiva da pequena parcela que sobrou de humanos escravizados, Dário se destaca entre seus pares por não acreditar em nenhum tipo de futuro promissor para ele ou para quem quer que seja. Entretanto, o jovem escravo nem desconfiava o quanto poderia estar enganado.


image020

“Uma tragédia de solidão” é o livro de estreia do autor M.Moori Batista
Nascido em Campinas, o autor Mahteus Moori Batista lança seu primeiro romance


O livro “Uma tragédia de solidão”, do autor M.Moori Batista, recém lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da Novo Século Editora, promete prender o leitor desde a primeira página. O romance retrata a luta Albert O’Brien para sobreviver no sistema prisional da Califórnia.
Em meio a gangues sangrentas, psicopatas como vizinhos, carcereiros tão brutais quanto os presos e as privações da mente em um mundo claustrofóbico –, sua família enfrentará uma ameaça ainda mais perturbadora. Por que ele está aqui? Tem alguma coisa a ver com os
monstros de seu passado? Conseguirá sobreviver, física e mentalmente, ao seu novo tormento?


image022

“Uma vez você, uma vez eu” é o livro de estreia do autor Diego Martello

Livro retrata conflito entre pai e filho ao tentarem se reconciliar após anos de desentendimento.
O autor Diego Martello faz sua estreia no selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século Editora, com o lançamento do livro “Uma vez você, uma vez eu”.
Na trama, Marcos e Willian, pai e filho, tentam se reconciliar após anos de desentendimento. Em paralelo, Eva, mulher de Willian, quer a todo custo engravidar, o que frustra o casal. A partir da visão do interior de cada um, esses personagens terão de reconfigurar o modo de pensar para enfrentar os seus conflitos. Nessa fase tão conturbada para todos, reflexões acompanham cada segundo da trajetória deles.
Narrada de forma surpreendente, provocativa e crítica, esta obra não tem a pretensão de apresentar soluções para os problemas enfrentados, mas, sim, mostrar as armadilhas de nosso fluxo de consciência, para compreendermos que as soluções dos problemas dependem, muitas vezes, da forma como se lida com as ilusões, ou, ao contrário, como se enxerga verdadeiramente a realidade.


image024

Paranaense lança o romance “O poder de um grande amor”

Obra de estreia fala sobre o poder de um grande amor em um conto de fadas moderno, que mostra o quão importante é a construção diária do amor e da amizade, pois é neles que encontramos força e refúgio.
Desde muito cedo Matheus Soares da Silva desenvolveu um imenso apreço pela poesia e pela prosa poética, desvendando o mundo mágico do romance. Daí foi um pulo para escrever o seu primeiro romance “O pode de um grande amor”, recém-lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira da Novo Século Editora.
No livro, o leitor conhecerá Gisele, adolescente inteligente, meiga, que se muda da capital para uma cidade do interior. Ali começa a descobrir um novo mundo, novos conceitos, novos olhares. E um desses olhares é o de João Pedro, rapaz atencioso, dedicado, que está disposto a conquistar o coração da jovem que encantou os rapazes da cidade e despertou a inveja de algumas garotas.
Um amor que enfrentará a sociedade, a manipulação dos pais por status e interesses econômicos e a crueldade dos invejosos. A história mostra o quão importante é a construção diária do amor e da amizade, pois é neles que encontramos força e refúgio.


novos-talentos-logo-final-slogan


Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

7 comentários :

  1. Lançamentos da Literatura Brasileira =]
    O que mais chamou minha atenção foi "São Thomé das Letras: as visões de Eric Leriner",temos tantos lugares interessantes em nosso País,é legal ver histórias explorando esses cenários incríveis.

    ResponderExcluir
  2. Gostei dos lançamentos,principalmente esse da Lígia e o da Isadora,super amo livros com cowboys e fazendeiros então esse da Isadora vai me agradar muito.Outro que parece ser bem bacana é separada e dividida,deve ser uma leitura bem divertida.

    ResponderExcluir
  3. Achei as capas lindíssimas e até gostei da premissa de Entre Dois Corações, mas faltou elaborar uma boa sinopse pra tornar a história mais atraente.

    ResponderExcluir
  4. Adorei todos os livros, parece muito bons apesar do selo ser novo no mercado. De todos o Entre corações foi o que mais me encantou, adoro romances com conflitos e paixão proibida. Vai ter resenha?

    ResponderExcluir
  5. Leticia Ramos de Mello Oliveira24 de setembro de 2015 07:16

    Olá, Elis!

    Só eu que percebi isso ou a imagem usada na capa de Tiac - A torre de Babel é a mesma usada na capa do álbum mais recente dos Titãs, Nheengatu. Acho é até uma obra de arte, mesmo pouco conhecida, já que só isso explica o porque de aparecer em dois projetos tão diferentes.
    Ah, amei a capa divertida de Separada e dividida!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. O que mais gostei foi Nas proximidades do amor!
    A história parece ser muito legal e a capa é muito linda!!!!
    Já está anotado aqui! ;)
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Não sabia da existência deste selo da Editora Novo Século e adorei ter essa surpresa. É sempre bom ver editoras acreditando e dando oportunidade para escritores nacionais. Os lançamentos estão bem diversificados; gostei bastante de "Separada e Dividida" graças a sinopse que transpareceu muita leveza a história e a protagonista que pelo visto é bem determinada e batalhadora.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Atenção

Oi gente, o blog ganhou um layout novo e como eu migrei do wordpress para o blogger, os posts antigos estão muito bagunçados. Toda mudança gera uma bagunça e não seria diferente por aqui.
Irei arrumando os posts sempre que eu tiver um tempinho, conto com sua compreensão.

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados