#BEDA Quiz literário – Dia 19 – Elitização da literatura?

21/08/2015

classicos-da-literaturaGente, estou em reta final do curso e completamente enlouquecida, me perdoem a demora com o quiz ok?


Vem papear comigo? Sua opinião é muito importante para mim!


Dia 19 – O que você acha da elitização da literatura? Você acha que realmente só é intelectualizado aquele que lê os clássicos da literatura? Que ler 1000 livros “de banca” não equivalem a 10 clássicos? O que você acha das pessoas que criticam a literatura “para a massa”, os blockbusters literários? É mesmo possível julgar o nível de intelecto de uma pessoa pelo que ela lê? Você tem algum preconceito literário?


Elis Miranda: Leitura é algo muito pessoal, não tem como medir nada pelo que a pessoa gosta de ler. Querer elitizar só magoa quem é criticado e acho isso muito ruim. Como leitora, eu quero mais que todo mundo leia, independente do que a pessoa está lendo, seja livro de banca ou de livraria, seja clássico ou não.


Paula Machado: Acho uma frescura, não acho que intelectuais são os que só leem clássicos, livros de banca é leitura, alguns equivalem a mil clássicos, acho que a pessoa que lê já é intelectual por si só, quem lê seja qualquer coisa busca informação, não tenho preconceito literário, acho que a leitura transforma a pessoa.


Jessica Prudêncio: Não, se fosse assim, meu intelecto seria de criança. Por que não tem nada melhor que ler o gibi do Recruta Zero hehehehe.


Leila Moredo: Eu leio muito e de tudo, não tenho nenhum preconceito. Quem lê, no mínimo, sabe se expressar e escrever melhor. A preferência literária não determina o intelecto de uma pessoa, em absoluto. O conhecimento de uma pessoa está ligado a vários fatores como, por exemplo, grau de instrução e a busca individual por aprendizagem. Num país onde a leitura não é valorizada e estimulada, devemos respeitar todos os que possuem este hábito.


Marcela Vieira: As pessoas são diferentes, cada um tem um estilo, gosto, educação, influencias familiar e social, momentos/fases na vida. Da mesma maneira que não julgamos um livro pela capa, não julgamos um leitor por seu estilo literário. O importante é estar envolvido com a leitura, ter paixão por aquilo que esta cativando para sua vida. Ler é se sentir em um estado mental paralelo. pode ser bula de remédio, se despertar interesse, felicidade e prazer ... continue! Seu intelecto esta na maneira como você se comporta na sociedade,respeito ao próximo, caridade, amor, compaixão e não nas 100.000.000.000 palavras formais que você aprendeu na vida!


Ana Paula Vitulio: Nenhum preconceito, pessoas ignorantes que tem esse tipo de preconceito. Leitura é leitura, não importa o que você está lendo, até bula de remédio é leitura e informação.


O crédito das perguntas do quiz são da Tatá que comandava o Happy Batatinha (Não achei mais o blog).


badge_post_01

Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

9 comentários :

  1. Leticia Ramos de Mello Oliveira21 de agosto de 2015 16:10

    Olá, Elis!

    Creio que pensar que quem só acha que quem só lê clássicos pode ser considerado inteligente é um erro, pois limita a mente das pessoas. São poucos os livros que chegam ao status de clássico, e mesmos entre os considerados mainstream, poucos vão chegar ao século XXII com o status de clássico. Quando você só lê um tipo de livro, você se limita somente a aquele tipo de cenário e de situação, mas ao ler mais e mais livros, seguindo o seu gosto e instinto, você vai sempre achar um livro que pode até não ser um clássico, mas que vai marcar sua vida tanto quanto um clássico marcou a história.
    Se pode até definir uma pessoa pelo que lê, mas isso nunca vai definir se ela é inteligente ou burra.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Elis! Por mim não tem problema que os posts não estão sendo postados nas datas, entendo a correria da vida, sem falar que o mais importante é nos divertirmos e é o que está havendo comigo. Estou amando esse mês!!
    Quanto a pergunta, eu não tenho nenhum preconceito literário, respeito todos os gosto e opiniões, e não acredito que o que a pessoa ler possa determinar seu nível de intelectualidade, sem falar que costumo ler clássicos da literatura assim como os livros de banca e de livraria e se fosse para definir meu nível de intelecto pelas minhas leituras eu não me enquadraria em nem lugar...
    Respeito todos os estilos de leitura assim como espero que respeitem o meu.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  3. Conhecimento não depende de ler clássicos/grandes autores. Vc pode aprender algo lendo até um gibi.

    ResponderExcluir
  4. Não dá pra medir nível intelectual pelo o que se lê e acho até pretensioso quem faz isso.

    ResponderExcluir
  5. Alessandra Fernandes24 de agosto de 2015 11:24

    Nem precisa pedir desculpas, né? Te entendo perfeitamente <3
    Eu acho que toda leitura é válida. O importante mesmo é a pessoa se abrir para os novos mundos. É interessante ler de tudo um pouco, conhecer novas palavras, novos mundos, novas épocas. Mas a pessoa é que escolhe o que vai ler...
    Bjs Elis!

    ResponderExcluir
  6. Acho totalmente ridículo quem julga o tipo de leitura.
    Gente, isso NÃO existe. Cada um lê o que quer.
    Sempre amei ler, e quando era pequena só tinha a Bíblia e os livrinhos de contos de fadas bem resumidos que achava no mercado baratinho.
    Não podia comprar nem os de banca. Então li bula de remédios, folders de propagandas, até embalagens de shampoos essas coisas.
    Sempre me senti leitora, porque amo ler e acredito que a leitura nos enriquece independentemente de suas vias.
    Uma bobagem falarem isso, e se alguém vier com esse preconceito pra cima de mim, olha, vai ter barraco! rs
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Eu sou da mesma opinião que vc Elis, leitura é algo individual e pessoal, por isso cada um sabe o que gosta e não podemos julgar os outros por isso.
    Cada gênero e livro tem suas características que o fazem único, independente se é popular ou não.
    Acho que temos que aumentar o número de leitores, independente do que estiverem lendo.

    ResponderExcluir
  8. Preconceito literário é uma coisa tão estúpida! Julgamentos por coisas tão pessoais são desnecessários e ridículos. Defendo a bandeira do "leia o que quiser, leia o que te faz bem, o que te faz feliz". Tem muita gente por aí que julga quem lê romance de banca, romance erótico, quem gosta de "livro de mulherzinha" - os meus tão amados chick lits - e por aí vai. Pessoas que julgam e menosprezam pessoas por gostos pessoais são extremamente nocivas e preconceituosas e isso não leva ninguém a lugar nenhum. Elitização, seja ela em qualquer âmbito, é algo bem prejudicial e não se deve incentivar isso em momento algum.

    ResponderExcluir
  9. Concordo com você Elis "Como leitora, eu quero mais que todo mundo leia, independente do que a pessoa está lendo".Ler é tão gostoso,cada pessoa possui um estilo que atinge o coração,e é isso o que importa,não uma tentativa de obter status rebaixando outros,gosto de uma frase que se encaixa: "conhecimento serve para encantar,não para humilhar as pessoas".

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Atenção

Oi gente, o blog ganhou um layout novo e como eu migrei do wordpress para o blogger, os posts antigos estão muito bagunçados. Toda mudança gera uma bagunça e não seria diferente por aqui.
Irei arrumando os posts sempre que eu tiver um tempinho, conto com sua compreensão.

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados