Resenha: Demoníaco - Pandora Fairel

21/07/2015

DEMONIACO__1321446183B

Demoníaco
Saga Asa Negra # 1
Pandora Fairel
Ano: 2011 / Páginas: 240
Idioma: português
Editora: Dracaena




Diablo Ader é filha de uma relação entre Lilith e Lúcifer, que resolve sair do Inferno para trabalhar na Terra como caçadora de demônios. Conhecida por sempre obter sucesso, os Anjos colocam nas suas mãos uma tarefa que, ao seu ver, era a mesma das outras: matar um demônio.


Este, porém, seguia uma linha de terrorismo completamente diferente dos outros: ele estuprava e espancava adolescentes até a morte, porém, não deixava rastro algum. Durante dias ela procura por ele e não obtém sucesso, até certo dia, em que ele deixa um forte rastro. Mas ela nunca imaginou que simplesmente correr atrás dele e matá-lo seria uma tarefa tão complicada... Ainda mais quando um resquício de paixão se coloca entre eles.




Quando li a sinopse, fiquei bem curiosa. Esse tipo de heroína não é bem novidade, um demônio que resolveu lutar contra o mal, mas queria saber qual era o tom do livro. Devo confessar que estou com emoções conflitantes.


Porque o livro é bem escrito, a autora viajou bem nesse lance de inferno, demônios e afins. A história ficou coerente. Só que não vi bem contra o mal, só vi o mal cuidando dos seus próprios negócios. Mesmo havendo atos certos, não posso chamá-los de bons porque no fundo era só uma questão de fazer o que era necessário. Confesso que fiquei frustrada com isso. Nenhum personagem me conquistou. Não consegui torcer por nenhum, porque seria como torcer, para o mal se dar bem. Os anjos no livro que em teoria deveriam ser os bonzinhos eram só coadjuvantes e não me inspiraram nadinha.


Lilim, ou como ela gosta de se chamar, Diablo, para mim é só uma garota mimada que só faz o que faz para ser rebelde contra seus pais. Em nenhum momento me convenceu de que faz aquilo tudo por respeito à humanidade. Se render ao Alec depois de tudo o que ele fez? Um estuprador e assassino de meninas? Mesmo quando resolve o problema com ele, nota-se que ela não queria. Então toda aquela empatia com as vítimas dele para mim não eram verdadeiras, entendem?
Inclusive sua preocupação com Harlan não me convence. Eu somente acho que era para se livrar da culpa e não porque realmente queria ajudá-lo. Ela mostra mais sofrimento em relação ao bicho que fez aquelas atrocidades que ao rapaz que ela usava. Notem bem a palavra, usava.


Li o livro em dois dias, então a leitura não exige de você, infelizmente esse livro não foi para mim. Eu gosto de torcer pelos personagens, gosto de me sintonizar com eles e aqui eu não consegui isso. Mas como eu fiquei chateada com a protagonista, acho que a autora merece méritos. Se o livro fosse ruim, eu não teria sentido emoção nenhuma ao lê-lo.


assinatura


Obs: No site da autora não há informações sobre uma continuação.


Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

8 comentários :

  1. Olá Elis.

    Confesso que não me atraio fácil o pelo gênero. Não sei explicar, mas acabo não conseguindo me conectar com eles. Provavelmente não fará parte de minhas leituras, mas ficou a dica.
    Deixa eu lhe perguntar: A autora escreve só desse gênero ou abrange outros??? Se sim, tem alguma indicação???
    Bjss

    ResponderExcluir
  2. Olaaa
    Nao gosto de livros com essa tematica de sobrenaturais e pelo que li da resenha e da sinopse, seria um livro que me deixaria estressada. Uma pena que voce nao gostou tbm :/

    ResponderExcluir
  3. Adorei a sinopse e gargalhei com " Só que não vi bem contra o mal, só vi o mal cuidando dos seus próprios negócios." hahahahahahaha
    Mas acho que foi só isso, pq depois de tudo o que vc disse, não sei se quero mais lê-lo.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Elis!
    Confesso que a sinopse não me interessou, e se eu tivesse curiosidade em ler o livro, ela acabaria depois de ter lido sua resenha, pois não gosto de livros assim, um livro onde nenhum personagem te inspira simpatia fica difícil de apreciar... Não gostei da personalidade nem das atitudes da protagonistas. Com toda certeza vou passar longe desse livro, pois ficou claro que não faz meu estilo de leitura.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Leticia Ramos de Mello Oliveira25 de julho de 2015 07:53

    Olá, Elis!

    Só uma mente ultra mega aberta e com noção que a história é fictícia e que não poderia ser aceita no mundo real poderia ler e gostar desse livro. Primeiro, porque um dos protagonistas é um estuprador e assassino, daqueles que no "Brasil Urgente" ou no "Cidade Alerta" iriam fazer o apresentador implorar pela pena de morte para cima dele. Se fosse a Diablo, mesmo sendo um demônio como ela, iria mata-lo mesmo, até por um senso de justiça que eu tenho naturalmente, a ponto até de evitar esses programas policiais por me fazerem sofrer muito.
    Segundo, como um demônio passa para o lado do Bem, disposta a matar outros da sua mesma espécie, o que seria considerado traição e homicídio aos olhos de Lúcifer, e se apaixona por um demônio que faz o que faz como o Alec mesmo ela sendo do Bem, ao invés de matar? Talvez ela nunca foi do Bem mesmo, e só faz isso para irritar o pai e se tornar a rainha do Inferno, o que até justifica a falsa empatia com as vitimas. Isso faz com quem quer o Bem vencendo o Mal nos livros (e na vida também) fique bem irritado.
    Outra coisa que não entendo: Não deveria haver um certo preconceito de alguns anjos por terem contratado um demônio para matar demônios, do tipo "Ela vai usar a gente para acabar com o céu e fazer o pai dela vencer!"? Acho que é por isso que você considerou os anjos como coadjuvantes em Demoníaco...
    Pelo menos, a Pandora é boa em abrir sua caixa (Olha o trocadilho!) e trazer uma história emocionante, mesmo com situações tão polêmicas e bem estruturada e pesquisada.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oi Elis!
    Primeiramente, gostaria de dizer que adorei a resenha, mesmo apontando os aspectos negativos do livro. Na verdade, gostei muito dela justamente por isso. Os seus apontamentos sobre o livro fizeram dar um estalo na minha cabeça que vai me ajudar bastante no que estou trabalhando agora.
    Confesso que Demoníaco, realmente, não foi meu acerto literário. Eu poderia dizer que estou arrependida de tê-lo publicado, mas, na verdade, não estou; o erro foi um aprendizado que absorvi cada lição com o passar dos anos. Foi um belo erro eu ter escrito esse livro e resolvido publicá-lo logo depois. Eu era bem novinha quando terminei de escrevê-lo (tinha dezesseis anos), e sei que isto não é motivo para trabalhar mal em uma história, mas eu não tinha muita noção. Acredito que a falha de entregar um trabalho cru, que poderia ser melhorado em mil vezes se trabalhado bem em cima, foi meu maior aprendizado de que é sempre necessário lapidar. Tenho feito isso constantemente com os meus novos projetos.
    Eu diria que é uma pena que você não tenha gostado, mas no caso, como falei antes, seus apontamentos me ajudaram bastante a enxergar por um lado o que preciso melhorar na história. Atualmente, estou trabalhando em uma reescrita pesada de Demoníaco, que vai alterar a história em muitos aspectos, isso se não ficar muito diferente da original. Confesso que tenho uma afeição bem grande pela história, apesar de suas falhas bem grandes, mas foi meu primeiro bebê e sinto que ele merece melhorar bastante.
    Quem sabe posso acertar a tacada na próxima edição, não?
    Novamente, muito obrigada pela opinião sincera, fiquei muito contente com ela! Vai me ajudar bastante muito em breve! =)

    P.S: Se me permitir, tenho um conto de comédia romântica que publiquei há um tempo via Amazon. Se tiver interesse, posso enviá-lo em formato EPUB/PDF para você via e-mail. Adoraria ter sua opinião sobre ele também.

    Atenciosamente,
    Pandora Fairel.

    ResponderExcluir
  7. Oi Pandora,
    Eu acredito que todo autor já merece toda a minha consideração por escrever um livro e publicá-lo.
    Parabéns por isso e adoraria ler a nova versão de Demoníaco.

    Pode me enviar seu conto sim :)
    Use o codinomeleitora@gmail.com e envie o pdf.

    Mil beijos e obrigada por vir comentar aqui.
    Fiquei contente por ler sua resposta a resenha.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li nenhum livro de demônios rebelados e tal kkkkk
    mas tenho uns 2 da Harlequim aqui, assim que der, lerei.
    Acho bem diferente a premissa, mas deve ser legal, apesar de que, independentemente do tema,o importante é o desenvolvimento dos personagens né?
    bjsss

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados