Resenha: I love New York - Teca Machado

11/06/2015

I_LOVE_NEW_YORK_1384097884B

I Love New York
Teca Machado
Ano: 2013 / Páginas: 264
Idioma: português
Editora: Novo Século




Alice cresceu apaixonada por Nova York. Mas sempre que tentava ir à Big Apple acontecia algo para atrapalhar seus planos. Quando um vídeo na internet fez com que ela virasse a piada de sua cidade e também do país, largou tudo e finalmente foi para Manhattan passar um tempo e tentar ser “esquecida por todos”.


Estudando numa universidade americana, com novos amigos, um lindo namorado e um apartamento de cair o queixo, Alice pensou que tinha deixado o passado um tanto comprometedor para trás. Só que não foi bem assim que aconteceu. Ela não era mais anônima nem mesmo na nova cidade.




Olá!


A resenha de hoje é de I love New York, de Teca Machado.


História que explora os segredos da alma de uma jovem determinada a realizar um grande sonho. A autora descreve, com singularidade, momentos felizes, de alegria, de amor, de esperança, mas como o destino nem sempre reveste a felicidade de um poder maior, os sonhos ameaçam virar ruínas.


Tudo começa quando Alice, uma jornalista de 24 anos, revela seu sonho de conhecer Nova York; só que a tão desejada viagem não tinha acontecido ainda por circunstâncias da vida.


“Tentei esquecer um pouco minha obsessão por Nova York e continuei com a rotina” do trabalho na redação de uma revista em Cuiabá.


Em uma festa, chega atrasada e flagra Leandro, o namorado,com outra. Mal sabe ela que esse incidente vai virar notícia em um Blog de fofocas. Alguém filmou o “barraco” e o colocou no You Tube. Era,carinhosamente, chamado de “Rap da Corna”. Decepcionada, mal sai de casa.


Seus pais partem para Bangkok, Tailândia, a trabalho. Imediatamente, ela decide morar em Nova York. Fez a matrícula em uma Universidade para fazer pós-graduação de jornalismo, em rádio e TV. Realiza, enfim o sonho. Conhece a Estátua da Liberdade,o Central Park, a Quinta Avenida, A Times Square, etc.


“Meu sonho era sair dançando pela Big Apple cantando os versos eternizados por Frank Sinatra: New York, New York”


Tem duas amigas : Clara e Mimi, gêmeas, e Juan Canavarros, um milionário espanhol. São inseparáveis companheiros de baladas e festas. Juan retorna à Espanha a negócios.


Na passagem do ano, Alice conhece, na Times Square, Mateus, um belo rapaz de 27 anos. Apaixonam-se. Por coincidência são colegas de turma na universidade.


“Ele era o tipo de homem que eu gostava, me tratava bem, me fazia rir, era lindo, cheiroso, e desejava um relacionamento sério, coisa que 90% dos homens não queriam.”


Trocam segredos. A vida de Alice está completa, ou quase: novos amigos, um lindo namorado, um apartamento de princesa. O trauma da “Corna” de Cuiabá ficou no passado.


Uma tarde, Mateus vai a Los Angeles. À noite, Alice recebe uma ligação. Era Juan na linha. Queria sair para jantar em sua companhia. Ela fica relutante, mas aceita o convite. Aconteceu um inevitável beijo. Houve pedidos de desculpa por parte dele que não sabia do namorado da moça.


Mateus retorna da viagem, porém as coisas tomam rumo inesperado.Oferece a Alice uma revista ”HELLO” , cuja capa estampava uma bela foto dela nos braços de Juan, sendo beijada.


“Droga de paparazzi, droga de jornalismo sensacionalista”. O que está feito, está feito. Diz o ditado que uma imagem vale mais que mil palavras.


Olhar para a revista a faz infeliz, e muito. Sua privacidade foi atingida novamente. O passado e o presente a confundem. Seu anonimato rolou água abaixo. Um turbilhão de idéias lhe vêm à mente. Ela só consegue chorar, chorar. Não vai deixar de amar Mateus. Isso não!


É uma história cativante, personagens bem construídas, intensas, de sentimentos possíveis na vida real. Final que emociona.


Capa, diagramação, agradáveis à leitura.


Leia um trecho – Aqui


Rosana Gutierrez


Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

6 comentários :

  1. Nossa, que situação a da Alice, ser exposta na internet e virar piada das pessoas, vi isso acontecer com várias pessoas, uma delas em uma situação bastante comprometedora que até hoje, anos depois, as pessoas ainda comentam sobre o episódio...
    Mas não me empolguei com a história, apesar de possuir personagens com sentimentos possíveis na vida real, achei o enredo sem graça.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  2. li em menos de 24 horas ;)

    ResponderExcluir
  3. Desculpa, mas achei o enredo bem sem graça, apesar de o tema ser bem atual.
    Tudo parece muito real, mas mesmo assim não me chamou a atenção.

    ResponderExcluir
  4. Caracaaaaa!!
    Que história!!
    Coitada da Alice, gente, isso não se faz! A mulher não para de sair na mídia nessas situações!
    Nunca tinha lido nada sobre esse livro, mas agora preciso saber do final dessa menina, que ela fique bem e tenha seu final feliz! (e processo e arranque as calcas desses paparazzis idiotas! kkk)
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Leticia Ramos de Mello Oliveira30 de junho de 2015 18:41

    A Alice vai para Nova York para esquecer que foi traída e virou meme na Web e para em outro problemão. Aliás, será que o Juan também estava caidinho nela e armou tudo só para ficar com ela? O problema é que ele não viu o Rap da Corna antes disso.
    Agora fiquei muito curiosa e se minha ideia digna de Castle estiver certa, acho que o Matheus e a Alice deveriam processar algumas pessoas...

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Confesso que eu gostei muito do modo como a autora passou todas as mensagens que gostaria que o leitor apreendesse a partir de episódios que poderiam fazer parte do cotidiano de qualquer um de nós. Apesar da premissa não ser totalmente inovadora, acho que seria bem interessante a leitura.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados