Resenha: Fury - Laurann Dohner

01/06/2015

FURY_1431971926191979SK1431971926B

Fury
Novas Espécies # 1
Laurann Dohner
Ano: 2015 / Páginas: 368
Idioma: português
Editora: Universo dos Livros




Ellie fica horrorizada ao descobrir que a companhia farmacêutica em que trabalha está fazendo experimentos ilegais. Cientistas da empresa têm fundido DNA humano com DNA animal, criando novas espécies exóticas. Um "experimento" captura o coração dela e ela vai fazer de tudo para salvá-lo, mesmo que ele a odeie por isso.


Fury nunca conheceu compaixão ou amor. Ele passou sua vida em uma cela, acorrentado e abusado por seres humanos. A única mulher que se permitiu confiar o traiu. Agora ele está livre e fixado em vingança. Ele promete acabar com sua vida, mas quando ela finalmente está em suas mãos, prejudicá-la é a última coisa que ele quer fazer com esta pequena humana. Fury não pode resistir a Ellie - o toque de suas mãos, a boca em sua pele, em volta do seu corpo. Ele está obcecado com o cheiro de sua mulher. E Ellie quer Fury, sempre quis. Ela anseia por seu corpo grande e poderoso e quer curar o seu coração. Mas estar desoladamente apaixonada por Fury é uma coisa... domesticá-lo é outra.




Fury é o primeiro livro da série Novas epécies e foi o primeiro livro que eu li da Laurann Dohner. A série trata sobre humanos que foram manipulados geneticamente com DNA animal, o plot não é novidade para mim já que sou leitora-fã da série Breed da Lora Leigh (não lançada no Brasil). Inclusive eu tive o receio de que acabaria comparando as duas, o que estragaria a leitura desta, mas felizmente isso não aconteceu.


As indústrias Mercile conseguiu criar humanos com DNA animal, conseguindo assim cobaias perfeitas para seus testes farmacêuticos e militares. Quando Ellie foi trabalhar na Mercile, não sabia o que acontecia, mas por causa da sua posição na empresa passa a espionar e reunir provas para que eles sejam libertos.


Quando enfim consegue as provas do cárcere e abusos realizados, Ellie precisa trair a confiança de Fury, criando assim uma mágoa profunda nele. Anos depois, ela está trabalhando para a ONE (Organização das Novas Espécies), sendo responsável pelo alojamento feminino, onde procura ensinar tanto culinária como as coisas mais simples do dia a dia. Está sempre tentando se aproximar das fêmeas, mas não obtém muito sucesso.


Fury é então o segundo em comando da ONE, como os outros está se adaptando a liberdade e aprendendo a criar uma sociedade com seus "irmãos". Ainda carrega os traumas impostos pela Mercile e a traição de Ellie. Quando eles enfim se encontram, todo o rancor de Fury explode em atitudes agressivas. Ele quer que ela sofra. Justice, o líder, tenta em vão que ele mude de ideia, inclusive a própria Ellie explica o porquê teve que agir daquela maneira no passado mas ele demora a aceitar.


No plano de fundo, Laurann conta o que essa nova espécie passou nos laboratórios, o que enfrenta com a liberdade vigiada pelo governo e sua exposição ao mundo. Como tudo que é diferente, causa compaixão em alguns e repulsa em outros. Para mim a autora construiu bem a base da história, eu realmente me situei na vida dos Novas espécies.


Porém o foco é o relacionamento entre Fury e Ellie. Depois de se entenderem, o amor deles é forte e possessivo, mas precisam enfrentar o preconceito que o relacionamento deles provoca, inclusive entre aqueles que dizem apoiar a ONE.


Eu curti a história, tem todo o drama do sofrimento deles enquanto cobaias. Tem humor em algumas situações que são simples para nós, só que eles não entendem. Tem ação com os combates entre a ONE e os que os odeiam. O livro só não é perfeito, todas as ideias são maravilhosas, mas faltou um toque de genialidade para que ficasse inesquecível. É uma leitura divertida, que eu recomendo, mas não acredito que alcance muitas pessoas. Só quem gosta do estilo mesmo, o que é o meu caso. :)


assinatura

Novas Espécies:

Fury - Fury (New Species, #1)
Slade (New Species, #2)
Valiant (New Species, #3)
Justice (New Species, #4)
Brawn (New Species, #5)
Wrath (New Species, #6)
Tiger (New Species, #7)
Obsidian (New Species, #8)
Shadow (New Species, #9)
Moon (New Species, #10)
True (New Species, #11)
Darkness (New Species, #12)
Smiley (New Species, #13)

 

Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

7 comentários :

  1. Hello!!
    Pelo nome do personagem na hora me lembrei da série Irmandade da Adaga Negra e que tem vários livros tb e que eu AMO!
    Achei a capa bem quente! Nossa, modelo lindo!
    A estória me animou demais, essas aventuras e com romance no meio me prende demais!
    Pode fazer mais resenha que eu quero saber de tudooo! =)
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Oi, Elis!
    Lembro que quando conheci a série Novas Espécies estranhei que os personagens tivessem DNA animal, mas como achei interessante a sinopse do segundo volume acabei lendo o livro e amei, fui logo procurar pra ler o primeiro livro e caí de amores pela série! A história de amor de Fury com a humana é complicada no início, mas é linda, a história dele - assim como a de todos os Novas Espécies é sofrida. Ri com eles, me emocionei, chorei, me apaixonei por essa série!
    Recomendo com certeza!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  3. Nossa estou doida pra ler esse livro, fiquei muito feliz quando soube que seria lançada aqui no Brasil, super interessante essa coisa de humanos que foram manipulados geneticamente com DNA animal e cada resenha que leio desse livro me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  4. 13 livros? Confesso que isso me desanimou um pouco, mas como as histórias são diferentes, eu com certeza daria (e pretendo ter a oportunidade de dar) uma chance pra essa lindeza.

    ResponderExcluir
  5. A premissa não me chamou atenção.
    Não gosto dessas coisas de mutação, novas espécies e tal.
    Sei lá, não me atrai mesmo.
    Mas todo mundo na blogosfera que leu amou. Quem sabe um dia, né?
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Leticia Ramos de Mello Oliveira30 de junho de 2015 18:15

    Olá, Elis!

    Achei bem curiosa a trama da série Novas Espécies. Mas o mais cool são os nomes dos Novas Espécies, bem no estilo IAN. O que queria saber é o porque de um Novas Espécies de nome Smiley? É uma homenagem a Miley Cyrus, porque o nome dela teve origem nesse termo Smiley? Se alguém souber, me responda!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Apesar da pegada hot do livro eu achei a história muito interessante. Acho que o enredo é diferente daqueles que os leitores estão acostumados nesse gênero, visto que a história não tem o foco exatamente nas cenas de sexo explícito. Eu adoro esse aspecto dessa série e leria exatamente por esse motivo!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados