Resenha: Eu Sei O Que Você Está Pensando - John Verdon

22/06/2015

EU_SEI_O_QUE_VOCE_ESTA_PENSANDO_1309637751B

Eu Sei O Que Você Está Pensando
Dave Gurney # 1
John Verdon
Ano: 2011 / Páginas: 340
Idioma: português
Editora: Arqueiro




Uma carta perturbadora chega via correio com uma simples declaração ao final: "Veja como conheço seus segredos - apenas pense em um número." Errará quem pensar que uma carta dessas chega a seu destino final apenas por obra do acaso.


Para o detetive aposentado da polícia de homicídios da cidade de Nova York, Dave Gurney, que está formando uma nova vida ao lado de sua esposa Madeleine, as cartas começam a deixar de ser estranhas para se tornarem um complicado quebra-cabeça que levará a uma enorme investigação sobre assassinatos em série.


Trazido para o caso como consultor, Gurney em pouco tempo percebe pistas que a polícia local deixou passar. Ainda assim, diante de um oponente que parece ter o dom da clarividência, Gurney vê seus esforços irem em vão, seu casamento rumando a um precipício e, finalmente, um medo incontrolável de que seu adversário não pode ser parado.




Oie Gente!
A resenha de hoje foi bem complicada de escrever.


Sentei, pensei, pensei… rabisquei ela umas cinco ou seis vezes e nada expressava exatamente o que eu senti durante a leitura.
Então já vou pedir desculpas adiantadas, já que sei que ela acabará um pouco confusa…
Sabe aquela cor que sempre deixa confusa… que você não sabe se é verde ou azul, vermelho ou rosa?
Agora imagine isso num livro?
Foi assim que me senti durante a leitura desse livro.
As primeiras oitenta páginas pareciam se arrastar.
O assassino não matava ninguém e o autor me dava tantos detalhes que eu comecei a ficar confusa.
Já estava achando que seria um daqueles livros que você precisa arrastar as páginas até acabar, mas aí veio a primeira grande surpresa.


(…)O conflito mais simples é o que existe entre o modo como nos vemos e o modo como vemos os outros. Por exemplo, se estivéssemos discutindo e você gritasse comigo, eu acreditaria que a causa do grito era a sua incapacidade de controlar seu temperamento. Mas, se eu gritasse com você, não pensaria que a causa do problema era meu temperamento, e sim a sua provocação. Ou seja, meu grito seria uma reação adequada a algo que você tivesse feito.(...)


Essa foi a primeira de várias passagens maravilhosa que tem no livro, todas muito reais e que vemos todos os dias da nossa vida.
Não anotei todas, mas tem várias passagens do texto que se todo mundo aplicasse à sua própria vida, tudo seria mais justo e mais simples.
Aquela coisa de que “quando você aponta um dedo para alguém, você aponta três para si próprio” é dito e comprovado em vários momentos.
O autor cria algumas situações que, confesso, achava que ele não ia conseguir resolver.
Pegadas que não levavam a lugar nenhum, detalhes além da conta, pistas que não apontavam para ninguém.
Cheguei na página 200 e não tinha absolutamente nenhuma pista de quem era o culpado.
Eram tantas informações que nenhum daqueles que eu desconfiava eu conseguia uma prova concreta de quem era o culpado.
Confesso que eu deduzi o mistério dos números antes de todos os detetives, mas aquelas botas… nossa, impossível hahaha
São tantas fases e sentimentos durante a leitura que não dá para defini-lo apenas como maravilhoso ou ruim.
É um daqueles livros que te faz passar por um espectro tão grande de sentimentos que só mesmo lendo para você chegar a sua própria opinião sobre ele.
Por isso eu disse no início da resenha que ele lembrava muito aquela cor indefinida… muito, muito difícil descrevê-lo num sentimento só.
Beijos


Barbara Santiago


Série Dave Gurney (Dave Gurney series)


Eu Sei O Que Você Está Pensando - Think of a Number (Dave Gurney, #1)
Feche Bem os Olhos - Shut Your Eyes Tight (Dave Gurney, #2)
Não Brinque Com Fogo - Let the Devil Sleep (Dave Gurney, #3)
Peter Pan Must Die: A Novel (Dave Gurney, #4)


Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

6 comentários :

  1. Tentei postar um comentário mais deu problema, quando tento postar novamente diz que há um comentário repetido mas não aparece no post, enfim, se aparecer por favor, desconsidere esse. Bom, em relação a resenha, é tão bom quando chegamos em uma determinada parte da leitura que compensa várias e várias páginas de leitura arrastada, não é verdade!? A sensação é muito boa!
    Nossa, esse trecho é muito bom, realmente valeu a pena continuar a leitura, sem falar no mistério tão bem elaborado e difícil de desvendar. Apesar dos sentimentos confusos - foi o melhor que eu li ou não?! - que o livro despertou em você, entendi o que você quis dizer sobre ele. Parabéns pela resenha!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Any, aqui não aparaceu nada de estranho não...
    Bjim

    ResponderExcluir
  3. Já tentei ler John Verdon, justamente Eu Sei o Que Você Está Pensando, e confesso que não foi mto legal. Achei a leitura arrastada, chata, descrições demais. Tentei ir levando, até que desisti =/

    ResponderExcluir
  4. Danielle Demarchi29 de junho de 2015 12:50

    Esse livro parece ser bem confuso, por tudo o que você disse. Parece o tipo de história que alterna bons e maus momentos, mas ao mesmo tempo tem trechos tão legais que é difícil dizer com certeza se é um livro bom ou mais ou menos.

    ResponderExcluir
  5. Que legal! Então é um livro de te faz repensar em seus valores, coisas simples que deixamos de lado e perdemos tanto! Erros pequenos que voltam para nós mesmo - só que graves!
    Amei, vou anotar aqui, também quero ler!
    bjos

    ResponderExcluir
  6. Nem preciso dizer que eu estou extremamente curiosa depois dessa passagem que tu colocou na resenha! Adoro livros desse gênero, cheio de assassinatos, investigações, pistas a serem seguidas e mistérios a desvendar. O título é bastante sugestivo, e apesar da demora em começar a ação dentro do livro acho que a leitura vale muito a pena!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Atenção

Oi gente, o blog ganhou um layout novo e como eu migrei do wordpress para o blogger, os posts antigos estão muito bagunçados. Toda mudança gera uma bagunça e não seria diferente por aqui.
Irei arrumando os posts sempre que eu tiver um tempinho, conto com sua compreensão.

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados