Resenha: Perdido em Marte - Andy Weir

25/05/2015

PERDIDO_EM_MARTE_1411670757B

Perdido Em Marte
Andy Weir
Ano: 2014 / Páginas: 336
Idioma: português
Editora: Arqueiro




Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho. Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente. Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate. Ainda assim, Mark não está disposto a desistir.


Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico e um senso de humor inabalável, ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência. Para isso, será o primeiro homem a plantar batatas em Marte e, usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá. Com um forte embasamento científico real e moderno, Perdido em Marte é um suspense memorável e divertido, impulsionado por uma trama que não para de surpreender o leitor.




Em um futuro próximo, missões tripuladas à Marte são uma realidade. Mark e sua equipe estão há pouco tempo no planeta quando acontece uma tempestade de areia mais forte do que os equipamentos deles podem suportar. A missão é abortada e eles devem retornar a nave o mais rápido possível. Um acidente ocorre e Mark fica em Marte, dado como morto, enquanto sua equipe retorna à Terra. Mas Mark não morreu, ficando assim sozinho no planeta. Para deixar a situação mais complicada e desesperadora, a tempestade destruiu qualquer comunicação exterior.


Começamos a leitura vivendo através do que Mark escreve em seu diário da missão. Sua luta para sobreviver em um planeta hostil somente com o que está disponível, ou seja, os equipamentos das missões. A história vira então uma viagem pelo mundo da ciência e da engenharia, porque Mark precisa transformar o que tem, no que que precisa, para se manter vivo.


O que seria uma relato chato, cheio de termos complicados, na verdade é um divertido relato de um cara amigável e bem humorado que prefere enfrentar as dificuldades em vez de se entregar ao desespero. Foi impossível não me apegar ao Mark, querer ser sua amiga e que ele voltasse para casa são e salvo.


Comecei a ler o livro por pura curiosidade, não houve recomendações ou incentivos e adorei. Claro que eu logo senti que não tinha conhecimento suficiente, mas o autor soube contar tão bem a história que em nenhum momento eu me senti confusa com os elementos científicos do drama de Mark.


Quem é nerd assumido ou sempre quis ser (como eu), vai ser impossível não curtir esse livro. Gostei de absolutamente de tudo na história, do começo ao fim. Acredito que quem tem mais de 30 anos deve se lembrar de uma série chamada MacGiver, um cara que conseguia fazer, de armas à ferramentas com os mais simples dos objetos. Mark para mim foi um MacGiver no espaço.


Já quero reler o livro!


Fiquei sabendo que vai virar filme, deu um medinho de estragarem a história mas sem dúvida nenhuma eu vou assistir!



Depois de comentar, preencha: Formulário


Comente com o Facebook:

7 comentários :

  1. Leticia Ramos de Mello Oliveira26 de maio de 2015 10:55

    Olá, Elis!

    Sobre o filme, ontem, quando você publicou esse post, foram publicadas as primeira fotos de cenas do filme. Posso dizer que não tenho problemas com filmes que foram adaptados de livros, pois penso sempre que não dá para transpor tudo que está nas páginas para o cinema, a não ser que você queira um livro que faça o Bonequinho Viu dormir, não por uma trama chata e sim por ser muito longo. Então penso sempre que o livro tem cenas extras que o filme nunca irá mostrar, e isso me faz criticar menos a adaptação.
    Sobre o livro, sim, o Mark é o MacGyver de Marte, e essa habilidade de usar seus conhecimentos para sobreviver num planeta que não é adequado a vida humana é muito importante, já que uma missão para resgata-lo vai demorar quase 3 anos para chegar ao planeta vermelho. E isso sem contar o tempo gasto para tentar entrar em contato com a Terra. Com certeza é uma ótima dica de leitura.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Eu normalmente penso como você, mas quando eu curto muito um livro, sempre me dá medo rs.

    ResponderExcluir
  3. Tbm não tenho problemas com adaptações, tanto que qdo um livro não me interessa recorro ao filme, como é o caso deste. Mas eu sou uma pessoa mto visual, filmes e efeitos visuais pra ilustrarem aqui que acabei de ler pra mim são o máximo. Quando li a resenha tbm pensei em MacGyver, um MacGyver do espaço hahahahaha

    ResponderExcluir
  4. Tenho esse livro mas ainda não li, minha lista de leitura está enorme, curto muito esse gênero, em breve vou ler e também irei conferi com certeza o filme.

    ResponderExcluir
  5. A capa por si só já me chamou a atenção, e falou em ficção científica então, tô dentro! Achei a premissa do livro bem interessante, e acho que vai ser legal acompanhar Mark nessa viagem, ainda mais pelo seu bom humor inabalável. Estou super ansiosa com o filme, apesar de ficar receosa sobre seguirem ou não a trama do livro na adaptação.

    ResponderExcluir
  6. OI! Parece ser muito interessante, não gosto muito de ficção científica, mas esse livro pede para ser lido e relido. Achei bem interessante a trama e estou imaginando o quanto pode ser desesperador ser abandoando em um lugar na Terra, imagine então se fosse em Marte! Acho que deve ser incrível o livro, parece mostrar a experiência que ele vai viver lá e também sua luta para voltar para casa.

    ResponderExcluir
  7. Hello!!!
    A capa realmente é linda e simples e eu gosto de assuntos relacionados a espaço, naves, planetas e NASA. Nunca li estórias com esse tema, geralmente vejo são filmes, que tem aqueles efeitos especiais e tudo mais. Mas depois de ler a sua resenha, animei demais de conhecer a obra!
    E que noticia boa que o livro vai virar filme! Ate entendo o seu medo, mas temos mtos filmes de sucesso que deram certo.
    Bjus

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados