Resenha: Para Sir Phillip, com amor – Julia Quinn

08/05/2015

PARA_SIR_PHILLIPN_COM_AMOR_1421104431346772SK1421104431B

Para Sir Phillip, Com Amor
Os Bridgertons 05
Julia Quinn
Ano: 2015 / Páginas: 288
Idioma: português
Editora: Arqueiro




Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências.


Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar?


Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços.


Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.




Comentários:


- Todo mundo pronto para mais momentos junto à maravilhosa família Bridgerton? Vamos lá. Este livro começa diretamente ligado à história anterior. Vemos o impacto do casamento de Penelope e Colin para Eloise. Não entenda mal, ela está feliz por ambos. E ao mesmo tempo, a felicidade dele expôs em letras enormes de neon o tamanho da solidão, do ostracismo a que ela, ainda solteira na “velhice” de seus 28 anos. De uma forma egoísta, como a própria personagem admite, ela considerava liderar o “bloco das encalhadas” ao lado de Penelope. E como ostentar o título sozinha não tem graça, Eloise, que é do tipo “quem sabe faz a hora não espera acontecer”, tomou uma atitude para resolver o problema: fugiu de casa!


- Calma, ela tinha um destino. Há um tempo, ela se correspondia com o viúvo da prima, sir Phillip Crane – a quem não conhecia pessoalmente – e recebeu dele um convite para refletir sobre um relacionamento futuro. Dentro dos limites da decência e etiqueta, ele a convidou a visitá-la e esperava uma resposta para providenciar a acompanhante. Só que Eloise agiu impulsivamente e mudou os planos. E não faltam surpresas para todos os gostos para ambos: afinal de contas, as cartas não eram mentirosas, mas não tinham toda a verdade a respeito deles para o outro.


- Em meio a esta confusão, sir Phillip – que só queria uma mulher feliz para ajudá-lo a virar a página do sofrimento do casamento e por tabela, cuidar dos dois (capetas em forma de guris digo) filhos– se depara com uma garota que o instigava, o confundia... e que tinha quatro irmãos. Dois casados. Um recém-casado. Todos furiosos. (Não vou dar mais detalhes: dei crises de riso e de fofura com estas cenas. Colin no modo draga. Anthony tão sábado. Ver finalmente o Gregory aparecendo e nem vou falar sobre o Benedict * deu vontade de parar e ler o livro dele de novo e de novo e de novo*). Phillip queria segurança, um relacionamento saudável e uma forma de conforto (que não teve até então) e deu de cara com o caos. O casamento se torna uma necessidade social (para não manchar o nome) e Eloise precisa entender que está em uma nova realidade: longe do conforto da família que a conhecia tão bem e que a impaciência (que Anthony chama de imprudência em um momento do livro) poderia colocá-la em problemas.


- É lindo, comovente, engraçado, segue e mantém o nível da série. Claro que meus favoritos continuam sendo o “maluco” do Benedict (como Eloise o definiu no livro anterior) e o encantador Colin, mas cada momento com essa família vale a pena. Dá até vontade de rezar por uma minisérie, novela, seriado, parque temático, qualquer coisa onde a gente pudesse encontrar com eles, com todos eles. Desde Violet, a responsável por todos estas criaturas maravilhosas, até cada um dos meninos e meninas, que estão crescendo, formando suas próprias famílias e acrescentando novos laços à força que os une. Não tem como não se apaixonar. Agora é sentar e esperar por Francesca.


Eis a lista completa da série Bridgertons, com o nome de cada protagonista. À medida que os livros forem publicados, atualizo com os respectivos cônjuges.




  1. The Duke and I (2000) - O Duque e Eu– Daphne Bridgerton e Simon Basset. 

  2. The Viscount Who Loved Me (2000) – O Visconde que me amava– Anthony Bridgerton e Kate Sheffield

  3. An Offer from a Gentleman (2001) – Um perfeito cavalheiro– Benedict Bridgerton e Sophie Beckett.

  4. Romancing Mr. Bridgerton (2002) – Os segredos de ColinBridgerton– Colin Bridgerton e Penelope Featherington.

  5. To Sir Philip, with Love (2003) – Para Sir Philip, com amor - Eloise Bridgerton e Sir Phillip Crane

  6. When He Was Wicked (2004) – O conde enfeitiçado * - Francesca

  7. It's in His Kiss (2005) – Um beijo inesquecível* - Hyacint 

  8. On the Way to the Wedding (2006) – A caminho do altar* -  Gregory


* De acordo com a cronologia publicada no livro, os títulos são provisórios.


Bacci!!!


Beta Oliveira


Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

7 comentários :

  1. Esta familia é uma peça, eu adorei os que li até o momento e o Colin é meu queridinho rs,
    agora so nos resta esperar ansiosos pelos proximos, e também acho que deveria ter mais livros/series desta familia, a autora é ótima escrevendo históricos, quero muitos mais,
    beijos.

    ResponderExcluir
  2. Amo essa série, curto muito romance de época, a escrita de Julia Quinn é ótima, gostei muito desse quinto livro foi um dos meus favoritos, tomara que sejam lançados logos os próximos livros.

    ResponderExcluir
  3. Eu amei o primeiro, gostei do segundo, me decepcionei com o terceiro e amei o quarto. Tenho dúvidas quanto a romances baseados em cartas, mas to muito ansiosa por este apesar de a série, pra mim, ter tido seus altos e baixos.

    ResponderExcluir
  4. Oi! essa família se tornou muito conhecida e favoritada por muitos. Assumo que mesmo não tendo lido nenhum dos livros eles já tem um espaço no meu coração e com certeza na minha instante, então vou correr para lê-los. Acho que essa mocinha vai se ver em ar puros por ter ido passar uma temporada com um homem sozinho, mesmo que a família não seja muito tradicional, para o tempo era completamente imprudente, ou melhor dizendo, já pode se considerar mal falada rsrs. Acho que eles se combinam, mesmo com os temperamentos fortes, acho que é exatamente isso que os une.

    ResponderExcluir
  5. Dentre os romances, os que mais me atraem são os de época. Gosto do cenário e de toda a caracterização dos personagens. Como já ouvi muitos elogios a escrita da autora, e muitos suspiros apaixonados pelas suas histórias, estou bem curiosa para conhecer os livros. Acho interessante a mudança de personagem principal que acontece entre um livro e outro, mesmo eles sendo parte de uma família apenas.

    ResponderExcluir
  6. Danielle Demarchi31 de maio de 2015 13:47

    Li três livros dessa série (o a Daphne, o do Anthony e o do Colin) até agora e amei os três, principalmente o quarto livro, que conta a história da Penelope e do Colin. Entendo os sentimentos de Eloise, que não quer ser uma solteirona sem a companhia da melhor amiga.
    Pelo jeito teremos ainda mais confusão nesse livro, com direito aos irmãos de Eloise prontos para defendê-la. Adoro as cenas entre os irmãos e as interações entre a família, concordo com você que uma adaptação com esses personagens seria ótima.
    É muito bom saber que esse livro mantém o nível dos outros, pois com certeza quero lê-lo. =D

    ResponderExcluir
  7. Leticia Ramos de Mello Oliveira31 de maio de 2015 18:39

    Nunca li nenhum livro dos Bridgertons, mas as resenhas mostram que essa família sempre rende quiproquós divertidíssimos e romances encantadores. E agora que a Julia Quinn vem para a Bienal no Rio, sei que a visita dela vai render mais babado, confusão e gritaria que as contadas por Lady Whistledown, mesmo que a identidade dela já tenha sido revelada no livro passado. Só acho que a espera pelo livro da Francesca está levando muito tempo.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados