Resenha: O Senhor da Chuva - André Vianco

06/05/2015

O_SENHOR_DA_CHUVA_1227727639B

O Senhor da Chuva
André Vianco
Ano: 2001 / Páginas: 268
Idioma: português
Editora: Novo Século




Um anjo perseguido, para não ser destruído, possui o corpo de um ser humano agonizante. Assim, o anjo quebra uma regra sagrada que dá direito aos demônios de evocarem uma guerra desigual que poderá desencadear a destruição de todos os anjos de luz da terra.
Agora, os dois exércitos estão furiosos, transformando as tranquilas pastagens de belo verde num funesto campo de batalhas onde espadas que parecem chamas, e olhos que parecem brasas, darão o tom nesta misteriosa aventura sobrenatural, repleta de batalhas, mergulhadas no mundo dos anjos, dos vampiros e dos demônios.



Uma batalha negra está para acontecer entre anjos e demônios e existe uma lei maior a qual anjos e demônios não podem interferir na vida humana.
O anjo Thal desrespeita essa regra ao se apoderar do corpo de Gregório, traficante de drogas e que inicia uma corrida desesperada pela sobrevivência, já que Thal está sendo perseguido por Khel o líder dos cães-demônios do inferno.


Entra o que mais gostei desse livro, essa coisa de bem e mal se entrelaçando e gerando uma coisa que gosto muito de falar bem e mal são relativos... Imagina só um anjo se apoderando do corpo de um traficante? O cara propaga o mal ao vender drogas, gera violência e mortes.
Será?
Me simpatizei com Gregório, pois ao longo dessa loucura toda que ele foi jogado começa a ver a verdade do mundo e que o que fazia é nada perto de toda grandiosidade do universo. Outro parte que gostei é a batalha e a discrição dos seres, tem momentos que geram aquele frio na espinha quando algumas pessoas são atacadas pelos cães-demônios. Como Thal quebrou a regra, deu chance para os demônios aproveitarem disso e começarem a baderna na terra rs Simpatizei-me com Samuel, irmão de Gregório, homem simples do campo, de bom coração, apaixonado pela esposa e cheio de amigos ou seja Gregório e Samuel é como se fosse Yin e Yang, mas o que lhe acontece em meio a essa loucura da batalha do céu é muito bizarro e te faz lembrar da pergunta: por que coisas ruins acontecem com pessoas boas?


O livro é bacana, fala de coisas bem próximas a gente, como uma tia ultra religiosa que clama por Deus em qualquer situação e de pessoas que não acreditam que Deus exista! Mas o fundamento não é religioso, não te impõe isso, apenas usam coisas de nossa realidade para criar uma história de fantasia (ou não, já que eu acredito em anjos e demônios) para falar de nossa gente. Você realmente sente que conhece cada personagem dessa história como um tio, uma prima, ou aquele amigo de infância e até aquele garoto da sua sala de aula que não estudava e você imaginava que ia dá pra merda na vida...


Eu gosto disso! Esse livro me fez sentir em casa.
Ah sim claro, André Vianco é muito conhecido pelos livros de vampiros e lógico que em O Senhor da Chuva eles não poderiam faltar. Para mim sem dúvida de todos os livros que li de André, esse é o melhor!


Enfim o livro tem ação, comédia e terror pessoal... adorroooo.... Te prende nas páginas pela proximidade de identificar algum dos personagens com o seu dia a dia.


~*~


Um trecho para dá água na boca:


Thal ergueu a espada e permaneceu em silêncio, sereno, remexendo as asas. O segundo demônio assustou-se e se encolheu. O tamanho e a imponência do guerreiro de luz dava medo. Ambos rosnaram ferozmente. O ódio crescia dentro daquelas criaturas.
Assustado, Renan mostrou a arma, tirando-a de debaixo da almofada.—Deixem o garoto em paz. — protestou Thal, ainda calmo. — Ele é um confuso... está sendo seduzido... parem a sedução!
—Não interfira! — rugiu Khel, enraivecido.
Os homens continuaram empunhando suas armas. Renan engatilhou o revólver, e Gregório sacou a pistola da calça.
—Deixem o garoto em paz. — exigiu Gregório, apontando a pistola para Pablo.
—O, ô, ô, o negócio tá ficando bom aqui. Calma aí, amigo. É só uma garantiazinha... ninguém vai sumir com o seu namorado.
Gregório irritou-se. Era um vagabundo, safado, era um traiçoeiro. Fazia jogadas sujas, mas nunca entregaria um moleque para a morte por causa de um punhado de drogas.
— Nada feito.


~*~


Então pessoas, espero que apreciem o livro para aqueles que ainda não leu e os que já leram espero que gostem da minha simples opinião.


Até a próxima pessoas!


-Isa-


Depois de comentar, preencha:


Formulário

Comente com o Facebook:

8 comentários :

  1. Oi Isa, Elis, não conheço ainda o trabalho do André, o que é uma pena, pois ele é muito bem comentado. Já ensaiei pegar alguns livros, mas acabava trocando por outro. Vou anotar esta dica, quem sabe começo por este livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  2. Já tentei ler André Vianco... foi tão ruim que minha memória deletou o título do livro.
    Era sobre vampiros, um livros de contos e acho que foi à partir daí que passei a detestar contos: histórias e sempre acho que faltou algo.
    Não tenho vontade de tentar ler André de novo, não, viu hahahahahahaha

    ResponderExcluir
  3. Eu ja tive um ou dois livros do autor circulando aqui em casa e confesso que não curti a leitura, tanto que ambos não foram lidos inteiro.
    Mas pela sua resenha vejo que adorou a escrita do autor, a tematica deste é legal ,eu gosto de lviros com o bem e mal junto, se for bem escrito pode ser realmente bom.
    Quem sabe uma hora eu resolvo dar uma nova chance ao autor e leia este,
    beijos.

    ResponderExcluir
  4. Faz tempo que não leio livros com anjos, e essa mistura com anjos e demônios deve ser bem emocionante de se ler.
    Fiquei interessa e curiosa em saber como tudo vai acabar, nunca li nenhum livro do André Vianco mas já li várias resenhas positiva sobre os livros dele.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. OI! Livros sobrenaturais sempre são conquistadores, os que vem tomando boa parte da minha estante são aqueles relacionados com anjos, e até aqueles mais perversos, hum. Esse livro, por um lado, não me chamou atenção. Gosto dessa batalha, disputa entre duas raças, mas essa não me animou, não me conquistou. Mas o que me agradou foi essa tenção que o homem que foi possuído irá viver. E percebi que tem bastante ação e cenas impactantes.

    ResponderExcluir
  6. Acho os enredos criados pelo André sempre muito complexos e originais, e é isso o que mais me atrai nos livros dele. Esse em particular eu ainda não conhecia, mas achei muito interessante essa dualidade entre o bem e o mal presente na trama.

    ResponderExcluir
  7. Danielle Demarchi31 de maio de 2015 08:05

    Já ouvi falar muito bem sobre os livros do André Vianco, mas nunca tinha parado realmente para ler a sinopse de algum deles para ver se me interessava. Gostei muito da sua resenha, porque ela me deixou muito interessada no livro, principalmente por este falar sobre elementos bem interessantes, como a linha tênue entre bem e mal e o quanto isso pode ser relativo. A batalha entre anjos e demônios parece ser muito bem trabalhada pelo autor, assim como a inserção dos seres humanos e dos vampiros nessa guerra. O trecho que você selecionou é bem legal e mostra um pouco da narrativa do livro, além da questão de ser difícil classificar uma pessoa simplesmente como boa ou má.

    ResponderExcluir
  8. Leticia Ramos de Mello Oliveira31 de maio de 2015 20:10

    Conheci os livros do André Vianco graças a uma entrevista que li mês passado no Menina da Bahia. Ele pensou na autopublicação antes mesmo de existirem a possibilidade de publicar seu próprio livro em e-book. Antes dele, outro escritor nacional que bancou a publicação de seus livros é Lima Barreto (Algo que descobri também nos comentários dessa entrevista). Agora ele criou um selo junto com a Giz Editora chamado Calíope, em referencia ao mito grego, voltado para encontrar e publicar novos autores no gênero da fantasia. Ou seja, além de provar que é possível viver de literatura no Brasil, quer mostrar esse mesmo caminho aos novos autores de talento no Brasil.
    E O Senhor da Chuva prova porque ele é bom. Unir o fantástico a nossa realidade, mostrando toda a subjetividade entre o bem e o mal que existe na humanidade. Já me deixou interessada.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Atenção

Oi gente, o blog ganhou um layout novo e como eu migrei do wordpress para o blogger, os posts antigos estão muito bagunçados. Toda mudança gera uma bagunça e não seria diferente por aqui.
Irei arrumando os posts sempre que eu tiver um tempinho, conto com sua compreensão.

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados