Resenha: Caixa de pássaros - Josh Malerman

07/05/2015

CAIXA_DE_PASSAROS_NAO_ABRA_OS_1419970578428836SK1419970578B

Caixa de Pássaros
Não Abra os Olhos
Josh Malerman
Ano: 2015 / Páginas: 272
Idioma: português
Editora: Intrínseca




Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.


Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.



Um evento estranho está acontecendo pelo mundo, depois de verem “algo”, pessoas comentem suicídio e em alguns casos, homicídios. Ninguém sabe o que é, mas logo percebem que somente quando veem esse algo que as pessoas surtam. O meio para sobreviver passa a ser a cegueira, ficar no escuro para não correr o risco de ser exposto. O evento é contado pela Malorie em duas épocas diferentes, quando começaram os eventos e depois de cinco anos, a narrativa alterna entre essas duas.


A Malorie do passado conta como soube dos eventos, como conseguiu encontrar outros sobreviventes, convivência entre eles e o novo modo de vida. A do presente conta como está se preparando para achar outro lugar seguro para si mesma e suas crianças, como as treinou para viverem sem enxergar e ouvir todo e qualquer mínimo ruído.


O suspense é o que comanda toda a narrativa. Não saber o que são as criaturas ou o que elas querem, não saber se alguém vai cometer um erro e acabar sendo dominado pelo surto. Ouvir um ruído e não poder olhar para saber o que é, eleva o medo à potência máxima.


Eu adorei o livro, me envolvi completamente com o drama da Malorie, sofri junto com os eventos traumáticos e torci para que a busca por um novo local seguro desse certo. Fiquei impressionada com a evolução da personagem e sua determinação.


Se Josh Malerman queria escrever um suspense inesquecível, com um teor de thriller psicológico intenso, para mim ele conseguiu.


assinatura

Depois de comentar, preencha: Formulário

Comente com o Facebook:

6 comentários :

  1. Que capa linda... simples e linda!
    Eu gosto de gênero, mas sou extremamente medrosa... se tiver de ler esse livro, vou passar uma semana dormindo com a luz acesa hahahahahaha

    ResponderExcluir
  2. Ja li tantas resenhas falando tão bem do livro que fico aqui me coçando para le lo,
    não consigo imaginar viver sem poder ver...deve ser bem angustiante, o lviro deve ser intendo, quero saber como termina...rs. fora que a capa é muito linda, passa a mensagem certa.
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi! Quando esse livro foi lançado fiquei um pouco impressionada com a capa e curiosa com o título como também pela frase logo abaixo dele. Agora entendi o que quer dizer e que momento essa frase se encaixa na trama. Fiquei curiosa para saber a criatura que leva todos a insanidade até que cometam o suicídio. Nesse livro deve ter cenas que pode dar um pouquinho de medo e que, com certeza, vai impressionar quem ler. Já me impressionou apenas citar que a cegueira poderia ser a única saída para o salvamento. Gostei muito da resenha, quero lê-lo

    ResponderExcluir
  4. Esse livro foi uma das minhas melhores leituras de 2015. O clima de tensão e suspense que envolve a obra simplesmente me sugou pra dentro do enredo, e eu não consegui largar o livro antes de chegar ao fim. Além do enredo original e empolgante, os personagens foram muito complexo e bem construídos, o que muito me agrada. Com certeza foi uma ótima estreia do autor.

    ResponderExcluir
  5. Danielle Demarchi31 de maio de 2015 09:01

    Quero muito ler esse livro desde que vi que seria lançado e espero ler ainda este ano.
    Fiquei super curiosa para saber o quê é esse "algo" que faz as pessoas agirem assim. Imagino que seja um grande thriller psicológico mesmo, até porque deve ser ainda mais apavorante passar por toda essa tensão no escuro, sem poder enxergar e sem poder cometer um mísero erro, pois isso pode custar a vida da pessoa em questão.
    Mal vejo a hora de ler e espero gostar tanto quanto você.

    ResponderExcluir
  6. Leticia Ramos de Mello Oliveira31 de maio de 2015 19:33

    Olá, Elis!

    Esse livro é baseado no tipo mais primitivo de terror: o psicológico. Esse terror, baseado na curiosidade e no medo do desconhecido, pode ser tão ou mais assustador do que o terror escratologico clássico, e Josh consegue ter uma trama que não se utiliza do sangue para assustar e sim do temor. E ter usado uma mãe para narrar a história foi um lance de gênio, já que por natureza, as mães tem esse instinto de proteger os filhos de todo o mal, enfrentando até os medos mais horríveis.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Atenção

Oi gente, o blog ganhou um layout novo e como eu migrei do wordpress para o blogger, os posts antigos estão muito bagunçados. Toda mudança gera uma bagunça e não seria diferente por aqui.
Irei arrumando os posts sempre que eu tiver um tempinho, conto com sua compreensão.

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados