Resenha: Entre o Céu e a Terra - Nora Roberts

16/04/2015

 

ENTRE_O_CEU_E_A_TERRA_1231937375B

Entre o Céu e a Terra
Heaven and Earth
Trilogia da Magia # 02
Nora Roberts
Ano: 2004 / Páginas: 391
Idioma: português
Editora: Bertrand Brasil




Ripley Todd só quer levar uma vida tranquila e sossegada. Seu trabalho a mantém feliz, ocupada e não encontra dificuldades em encontrar homens quando quer - o que nem sempre ocorre.
Ela é uma pessoa quase normal: 'Quase' porque tem poderes especiais incontroláveis que assustam-na e deixam-na confusa. Ela tenta escondê-los mas não consegue. Porém a loucura, logo aporta na ilha em sua perfeita forma – MacAllister Brooke – um investigador que veio para averiguar os boatos de bruxaria que assustam a Ilha das Três Irmãs.
Desde o início, ele sabe que há algo de extraordinário ocorrendo com Ripley Todd. Não se trata somente daqueles flamejantes olhos verdes e seu sorriso chamejante. Tem algo mais. Algo que ele pode descobrir, mas que ela jamais admitirá.
Fascinado pela sua luta com suas habilidades mirabolantes, ele encontra a coragem para abrir seu coração e tenta persuadi-la de quem ela realmente é.



Esse é o segundo volume da Trilogia da Magia. Nesse livro, a história principal é sobre a durona Ripley Todd. Ripley também é descendente da irmã Terra, e carrega em seu peito o medo de repetir os mesmos passos de sua antepassada. Ela é totalmente independente, e não admite que tem o Poder.


MacAllister Brooke, é o oposto de Ripley. Um gênio, totalmente centrado e calmo, e acredita no sobrenatural.


Difícil dizer que não gostei do livro, já me rendi as histórias da Nora Roberts! E olha que estou apenas começando.


O romance é lindo! Ripley não quer admitir para o próprio coração que está apaixonada, e é tão cabeça dura que têm momentos que você quer socar, para ver se entra alguma coisa. Mas ela é totalmente leal, e está disposta a tudo para deixar aqueles que ama a salvo.


Mac é super fofo, tem aquele jeitão de estudioso, mas não deixa de ser totalmente sexy. Ele quer de todas as formas mostrar as maravilhas do Poder, mas ela insiste em não querer tocar no assunto.


Nessa história, vemos o sentimento de Justiça que está enraizado no coração da Ripley. Ela é totalmente justa em seu serviço, fazendo o melhor para a população da Ilha. E esse sentimento de justiça, muitas vezes a deixa com medo que acabe se transformando em vingança. Esse é o maior dilema que ela enfrenta no livro.


… por Ana Carla


Trilogia da Magia

#1 Dançando no ar < Leia a resenha >

#2 Entre o céu e a terra

#3 Enfrentando o fogo

 

Depois de comentar, preencha:


Formulário

Comente com o Facebook:

5 comentários :

  1. O romance é lindo! Ripley não quer admitir para o próprio coração que está apaixonada, e é tão cabeça dura que têm momentos que você quer socar, para ver se entra alguma coisa. Mas ela é totalmente leal, e está disposta a tudo para deixar aqueles que ama a salvo.

    ResponderExcluir
  2. ELIZABETH MACHADO SALLES17 de abril de 2015 06:49

    Sou suspeita pra falar de Nora. Amo todos os seus romances. Pra mim são encantadores e viciantes. Pelo que notei aqui, esse segundo livro parece ser mais emocionante que o primeiro. Espero conseguir ler este.Doida pra saber como vai ficar o final.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Só li uma série da Nora que envolvia o sobrenatural e curti. É inegável o talento de Nora e o que mais curto em suas histórias é que os mocinhos, em sua maioria, não são bocós ou cabeças-duras. Sabem reconhecem o amor *suspiros*

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia essa trilogia, mas como gosto dos livros da Nora e amei as descrições dos personagens principais que li na resenha - um casal apaixonante como todos da Nora - acredito que esse aqui é mais um dos livros apaixonantes dela.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Leticia Ramos de Mello Oliveira30 de abril de 2015 20:51

    O Mac e o Carter (do Quarteto de Noivas) são os nerds mais gatos da literatura. E a culpa é de quem? Da Nora, que cria esses caras lindos e reais, como se estivessem na vizinhança.
    O mais legal é que essa trilogia e a triologia da Gratidão foram traduzidas pelo Renato Motta, então quem é acostumado a ler a tradução dele da Série Mortal, vai adorar conhecer como ele traduz os livros do lado "tradicional" da Nora. antes de se aventurar em Doce Relíquia Mortal.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados