Resenha dupla: Um Gosto de Vida - Susan Mallery

16/04/2015

UM_GOSTO_DE_VIDA_1307755797B

Um Gosto de Vida
Trilogia As Irmãs Keyes - Livro 1
Susan Mallery
Ano: 2011 / Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Harlequin Brasil




Existe algo mais doce do que o primeiro amor? Não pergunte para Claire Keyes. Aos 28 anos, ela é considerada um prodígio do piano. Porém, em seu currículo amoroso não há um relacionamento sério, tampouco um caso de verdade. Sua carreira de concertista deixou pouco espaço para amigos e parentes. E é por esse motivo que Claire não visita Nicole e Jesse, suas irmãs, nem a tradicional confeitaria da família há anos.


Mas agora Nicole está doente e já faz tempo que Jesse desertou. Sem considerar o fato de Claire não saber botar água para fever, ela está determinada a bancar a dona de casa. Criar laços com as duas irmãs está no topo de sua lista... junto com se apaixonar ou, pelo menos, ser seduzida pela primeira vez.


Apesar de ser um homem tão atraente quanto sério, pode ser que Wyatt se encaixe nos planos de Claire. Embora não pare de dizer que ambos vêm de mundos diferentes, ele fica mais aceso do que forno de padaria sempre que ela se aproxima. Se continuar assim, talvez Claire dê a ele uma chance... e deixe um gostinho de quero mais.



Resenha da Cris Paiva:


Já me identifiquei desde o comecinho com a mocinha que toca piano. Não que eu seja uma pianista como ela, mas digamos que eu seja uma pessoa que se esforça para conseguir tocar alguma coisa...


Por isso mesmo eu sei que tocar piano não é fácil, que exige dedicação e horas e horas de estudo para que uma peça fique ao menos decente. Não é moleza, e eu fiquei indignada com a Nicole, que apontava o tempo todo o dedo para irmã e a acusava de ter uma vida "fácil", vai por mim, vida de pianista é tudo, menos fácil!!


A Claire, foi afastada da família aos 6 anos de idade e levada para longe para estudar piano, pois aos 3 anos descobriu-se que ele era um prodígio da música, e aos 28 anos ela abandona tudo e corre para casa para cuidar da irmã gêmea recém-operada, e tem de lidar com o ódio que a irmã sente por ela, pelo que considera a Claire ser a razão de seu abandono pelos pais, e por de tudo o de ruim que aconteceu em sua vida.


A Claire sente a injustiça disso tudo, mas resolve continuar lutando pela irmã e quer a todo custo retomar a ligação com o que sobrou de sua família, e aos poucos ela vai deixando de ser a pianista famosa, que não sabe sequer a receita da água quente e se tornando uma pessoa de "verdade" e descobrindo a pessoa maravilhosa e forte que mora dentro dela.


Resenha da Elis Miranda:


Claire durante o livro todo me pareceu aqueles cachorrinhos que nos seguem na rua. Você os manda embora, briga com eles e nada. Eles continua seguindo e balançando o rabinho. É impossível não ficar do lado dela, parece tão frágil. Como uma boneca que precisa de proteção. Tudo acaba sendo tão injusto. A cada nova situação, meu coração ficava mais dolorido por ela.


Fiquei horrorizada com a Nicole, ela pensa muito mal da irmã e não economiza nas palavras rudes sobre a Claire. Acredita firmemente que a irmã seja uma princesa de gelo monstruosa. E como a Nicole é chata e teimosa, de irritar qualquer um. O otimismo da Claire, a vontade dela de mudar de vida, aprender coisas novas e ajudar aquela irmã chata, que deu esperanças ao relacionamento das duas. O que elas precisavam? Conversar. Uma realmente ouvir a outra, engolir os insultos e ir fundo no problema, principalmente a Nicole. E claro perdoar e deixar para lá, toda magoa e sofrimento.


A amizade é algo fantástico, entre um homem e uma mulher, no mínimo raro. Mas acho que a lealdade de Wyatt não deveria ultrapassar a educação, se bem que a atração indesejada também ajudou na grosseria. E como ele e a Nicole, que se dizem tão inteligentes e boas pessoas, não conseguem perceber que estão sendo malvados com a Claire?


O Wyatt é mesmo um bobo. Primeiro, toma as dores da Nicole, depois adiciona o desejo frustrado e o passado cheio de trauma para tratar a Claire como uma qualquer. O que foi aquele discurso de "sexo sem compromisso"? Afe! Se bem que com ela não funcionou, porque ela queria mesmo ser tacada na parede e ser chamada de largatixa! hahahaha
O amor é muito cego e sem noção mesmo, porque ele a magoa várias vezes e demora horrores para finalmente cair em si e ela ali, completamente apaixonada. O bom é que quando se declara, fica impossível não perdoá-lo. Se fosse a chata da Nicole, provavelmente ele teria que doar um rin para conseguir isso.


Sei que as coisas que aconteceram mostram que a Jesse errou muito. Uma mulher de 22 anos com aquele tipo de pensamento e comportamento não inspira nenhuma confiança mesmo, só que a Nicole vira um carrasco! Faz tudo para se vingar. Não consegue de jeito nenhum se abrir a um entendimento. E a Jesse até que tenta, mas não tem o temperamento cachorrinho otimista da Claire e acaba se enrolando ainda mais. Eu quase podia tocar a frustração da Jesse.


Em nenhum momento do livro eu fiquei do lado da Nicole. Para mim, ela era a fonte dos problemas das irmãs. Fiquei muito feliz pela Claire ter conseguido tudo o que se propôs quando resolveu mudar a própria vida. Mesmo tendo que aturar muito desaforo.


Trilogia As Irmãs Keyes


Um gosto de vida


Um gosto de amor


Um gosto de esperança



Depois de comentar, preencha:


Formulário

Comente com o Facebook:

5 comentários :

  1. Esse livro foi uma surpresa agradável e é perfeito para aquele dia em que se está querendo ver um casal descobrindo um amor verdadeiro. A trama apesar de apresentar toques de dramas, não vai fazer com que você sinta vontade de largar o livro

    ResponderExcluir
  2. ELIZABETH MACHADO SALLES17 de abril de 2015 06:45

    O livro tem uma história envolvente e a personagem tem cara de ser bem determinada. Gostei dos comentários nas resenhas. Fiquei curiosa pra saber mais do que se passa na vida de Claire. Torcendo pra ela ter seu final feliz.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá!! Eu adorei esse livro! Já li os três livros da série. Adorei as resenhas :)

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro Claire! As coisas pelas quais passou, a pior sendo a solidão, mas mesmo assim largar tudo pra ir cuidar de uma irmã casca-grossa... tudo bem que ela não sabia que a irmão era casca-grossa.
    Fiquei super angustiada com Claire no início do livro por não saber fazer coisas banais, como abrir o porta-malas do carro e Wyatt não ajudou mto.

    ResponderExcluir
  5. Não gosto de mocinhas sem personalidade, que estão sempre em busca da aprovação de alguém, e mesmo sabendo que estão certas engole as injustiças cometidas contra elas. E de cara não gostei do Wyatt, ele parece um ogro!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados