Resenha: Contos de uma Fada - Letícia Black

29/04/2015

CONTOS_DE_UMA_FADA_1351288856B

Contos de uma Fada
A Nascente das Montanhas
Ano: 2012 / Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Novo Século




UM JULGAMENTO AGUARDA POR MICHELLE. SEU CRIME? NASCER.


Michelle está prestes a ter sua vida virada de cabeça para baixo. Ela passa de uma simples garota carioca que gasta seu tempo livre com o namorado, Guilherme, para uma princesa de Lammertia, a terra das fadas. Descobrindo ser fruto da junção perigosa de elfos e fadas e que não deveria ter sobrevivido aos primeiros segundos de vida, Michelle parte para a Nascente das Montanhas com a ajuda de seus novos e mágicos cúmplices. Ela tem de convencer a todos do reino que pode continuar viva; e isso não será nada fácil. Tudo o que a nova princesa deseja é voltar para casa e para seu namorado. Mas antes terá de mudar o mundo das fadas para sempre. Será que ela vai conseguir?



Acho tão legal começar a ler um livro e me ambientar imediatamente, fora que os rejeitados tem um apelo tão forte que me liguei logo nela. E que namorado especial é o Guilherme. Ela ali tristinha sofrendo e ele todo forte, dando apoio e amor. Oinn, fofo demais.


Só que quando parecia que as coisas iriam se ajeitar, Michelle começa assentir dores nas costas e ao querer esclarecer suas dúvidas à beira mar, asas nascem nas suas costas.
A-s-a-s.
Então surge um adolescente do nada e a ajuda, logo ela vai estar a caminho de seu verdadeiro lar, porque Michelle é uma fada, filha da rainha das fadas, e o adolescente não é nada mais, nada menos que seu irmão.


Quando cheguei nessa parte me senti assistindo um desses desenhos da Barbie? Barbie fada e suas amigas. Até o irmão da Michelle eu vi como um mini Ken! Hahahaha


Parece uma história até bobinha não? Mas a Letícia foi dando seriedade à história, foi colocando situações e sentimentos que foram me distanciando dessa visão Barbie de ser. Você começa a entender que o mundo daquela realidade é regido por coisas que do lado humano ou é comum, ou simplesmente nem existe. Isso confunde muito a Michelle, afinal ela cresceu no mundo humano.


E minha pulga atrás da orelha era o Guilherme porque ela foi para o mundo das fadas e praticamente sumiu da vida dele e eu só pensava como vai ficar o romance? E agora? Então a própria Michelle me responde. Ela quer voltar a ver o Guilherme, mesmo que seja para se despedir, e isso dá a verdadeira reviravolta na história porque o que ela vai ser capaz de fazer para vê-lo novamente é super-radical! E tudo que envolve luta pelo amor já me ganha né? A parte dos descendentes da primeira híbrida me deu calafrios, tenho que confessar.


Gostei de todos os personagens, as fadas designadas para ser o conselho dela, tão diferentes entre si, mas tão fofas. O irmão dela é um amorzinho. E a fadinha “tinkerbell” que gruda nela? Ai adorei. O pai elfo dela? Paizão!


O livro em si é o primeiro da série, então deixa muito mais perguntas que respostas, mas achei que foi um bom começo. Não há nenhum elemento explosivo ou inesquecível, mas a consistência da história me pegou e eu já falei para a Letícia que vou sequestrá-la e pedir de resgate o livro dois que está engavetado esperando a publicação, porque eu quero saber como a vida da Michelle, do Guilherme e de todos os outros vão ficar depois das escolhas que ela fez.


assinatura

Depois de comentar, preencha:


Formulário

Comente com o Facebook:

4 comentários :

  1. O meu problema foi justamente algo que vc citou, sobre a história parecer até meio boba, mas que não era. Bom, achei justamente isso. A capa é fofa, mas eu não leria um livro só por esta sinopse. Mas vc gostou e temos gostos bem parecidos. Quem sabe eu não o leia?

    ResponderExcluir
  2. Oi, Elis!
    Gosto de livros de fantasia, e igual a você, tudo que envolve luta pelo amor também já me ganha!!A capa é linda! Mas como a continuação ainda não foi publicada eu não leria pois como sempre digo não tenho paciência para ficar esperando a continuação de uma determinada série ser publicada. Espero que seja publicada futuramente para que, quem sabe, eu possa ler a série ;D
    Bjos!

    ResponderExcluir
  3. ELIZABETH MACHADO SALLES30 de abril de 2015 09:47

    Bela comparação que você fez deste romance. Sabe que nem havia me dado conta disso? Mas lembrando agora,até que parecem mesmo. Rsrsrs Mas a história é fofa demais. Os personagens são encantadores. Principalmente a Michelle. Amei esse livro quando o li.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Leticia Ramos de Mello Oliveira30 de abril de 2015 15:52

    Parece Barbie #SQN. Essa é mesmo uma bela descrição. Michelle se descobre uma fada híbrida, se transforma a la Barbie, tem família e companheiros a la Barbie, mas quando chega no seu reino, a vida dela podia se resumir num título de uma novela: "Direito de Nascer". E Michelle não tinha esses direito. E o pior, deve ser duro não poder voltar para seu amor e dizer "Me desculpe, me afastei porque sou uma fada e querem me matar porque meus pais não poderiam se cruzar e me dar a luz. Mas se que quiser (e eu quero), venha comigo e me ame.". Ok, não era uma frase do livro (porque não li), mas penso que seria o que a Michelle faria. Agora, reforçando o apelo: Xará, tira o livro 2 da gaveta e publica esse livro agora!

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados