Resenha: Fale! – Laurie Halse Anderson

24/03/2015

FALE_1374254907B

 

Fale!
Laurie Halse Anderson
Ano: 2013 / Páginas: 248
Idioma: português
Editora: Valentina


 

“Fale sobre você... Queremos saber o que tem a dizer.” Desde o primeiro momento, quando começou a estudar no colégio Merryweather, Melinda sabia que isso não passava de uma mentira deslavada, uma típica farsa encenada para os calouros. Os poucos amigos que tinha, ela perdeu ou vai perder, acabou isolada e jogada para escanteio. O que não é de admirar, afinal, a garota ligou para a polícia, destruiu a tradicional festinha que os veteranos promovem para comemorar a chegada das férias e, de quebra, mandou vários colegas para a cadeia.


E agora ninguém mais quer saber dela, nem ao menos lhe dirigem a palavra - insultos e deboches, sim - ou lhe dedicam alguns minutos de atenção, com duvidosas exceções. Com o passar dos dias, Melinda vai murchando como uma planta sem água e emudece. Está tão só e tão fragilizada que não tem mais forças para reagir.


Finalmente encontra abrigo nas aulas de arte, e será por meio de seu projeto artístico que tentará retomar a vida e enfrentar seus demônios: o que, de fato, ocorreu naquela maldita festa?



Melinda era uma adolescente feliz, que tinha boas amigas e ia começar o segundo grau, mas ir a uma festa acaba com aquela felicidade.


O livro nos fala como Melinda enfrenta esse primeiro ano. Marcada como estraga prazeres e dedo-duro, perde suas amigas e passa a sofrer bullying, isso é só um acréscimo ao acontecimento traumático que ela enfrenta calada desde a festa.


Meu coração doeu durante toda a leitura. Se eu não soubesse o que tinha acontecido na festa, já sofreria com o tratamento que ela estava recebendo, ainda mais vindo das ex-melhores amigas de infância. Como eu já tinha adivinhado o que tinha acontecido, meu coração ficou em frangalhos.


Me peguei em vários momentos reclamando em voz alta das atitudes das pessoas que diziam gostar dela. Como podiam ser tão cegas?


Melinda vai definhando, cada vez mais presa ao seu silêncio mas ela ainda se considerava amiga das meninas que cresceram com ela, então tira uma coragem dessa amizade para contar a verdade e proteger. As coisas enfim começam a mudar.
Considero esse livro um serviço a sociedade, aos jovens e seus pais. Um alerta para os horrores que um ser humano é capaz de fazer à outro. Para se manter sempre vigilante e acabar com esse cultura burra de que “Isso não vai acontecer comigo, com os meus”.


O livro virou filme, O silêncio de Melinda. Não me interessei em assistir mas fiquei feliz pelo filme existir porque para muitas pessoas é mais fácil assistir do que ler.


Recomendassímo!



Depois de comentar, preencha:


Formulário

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Atenção

Oi gente, o blog ganhou um layout novo e como eu migrei do wordpress para o blogger, os posts antigos estão muito bagunçados. Toda mudança gera uma bagunça e não seria diferente por aqui.
Irei arrumando os posts sempre que eu tiver um tempinho, conto com sua compreensão.

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados