Resenha: A pousada Rose Harbor – Debbie Macomber

27/01/2015

A_POUSADA_ROSE_HARBOR

A Pousada Rose Harbor
Rose Harbor - Livro 01
Debbie Macomber
ISBN: 9788581631530
Ano: 2013 / Páginas: 348
Editora: Novo Conceito




A busca por um novo começo pode levar a grandes revelações. Jo Marie Rose decide comprar uma pequena pousada, como forma de superar a morte do marido. Mal sabe ela que as surpresas que a esperam nessa nova empreitada. Seu primeiro hóspede é Joshua Weaver, que voltou para casa para cuidar de seu padrasto doente. Os dois nunca se conheceram pessoalmente e Joshua tem alguma esperança de que possam conciliar suas diferenças. No entanto, uma habilidade de Joshua há muito perdida prova que o perdão nunca está fora de alcance e que o amor pode florescer onde menos se espera.


A outra hóspede é Abby Kincaid, que retorna a Cedar Cove para comparecer ao casamento do irmão. De volta pela primeira vez em 20 anos, ela quase deseja não ter ido, devido às memórias trazidas pela pitoresca cidade. E conforme Abby se reconecta com sua família e seus velhos amigos, percebe que só pode seguir em frente se permitir-se verdadeiramente a isso.



Jo Marie compra uma antiga pousada em Cedar Cove e a batiza com o sobrenome do seu falecido marido, transformando-a em um modo de recomeçar a vida em um lugar novo, com um trabalho novo. Percebemos logo de início como a perda do marido afetou Jo Marie, e me emocionei muito. O amor é evidente quando ela pensa nele, quando lembra como eles se conheceram. Tão lindo e tão triste.


Seus primeiros hóspedes são Joshua e Abby, ambos voltando à cidade por motivos diferentes, mas com o mesmo problema. Traumas no passado.


E é assim que a Debbie Macomber conduz o livro, em cada capítulo aborda um dos personagens, mostrando tanto de suas personalidades como tudo o que aconteceu para estarem vivendo aqueles momentos e o que está acontecendo para que os problemas e traumas sejam solucionados.


O livro não tem muitas reviravoltas, aliás, parece um passeio de barco em águas calmas, o grande lance é que o cenário é bonito então você não se importa se falta alguma aventura.


O que eu devo confessar que me surpreendeu foi o lado espiritual, não, nada a ver com religião, não há esse tipo de mensagem e sim no contato com as pessoas que faleceram. Você fica o tempo todo em dúvida se aquilo aconteceu mesmo ou se foi pura imaginação, considerei um toque legal porque não fez apologia a nada e acabou dando um toque de especial na história porque quem nunca imaginou que falou com seu ente querido que faleceu?


O livro passa a mensagem de cura, de esperança, de que por mais que as coisas tivessem sido muito difíceis, o futuro está aí, pronto para ser escrito.


assinatura

 

Série Rose Harbor

#0.5 When First They Met
#1 A Pousada Rose Harbor - The Inn at Rose Harbor
#1.5 Lost and Found in Cedar Cove
#2 Rose Harbor in Bloom
#3 Love Letters

Depois de comentar, preencha:


Formulário

Comente com o Facebook:

5 comentários :

  1. Tenho A Pousada de Rose Harbor aqui, mas ainda não li por conta de priorizar séries que já completei. Debbie é uma autora que mto me agrada. Seus livros são simples e é isso o que a torna uma grande autora. Nada de histórias dramáticas ao extremo ou grandes reviravoltas que façam a história se perder pelo caminho.
    Costume dizer que é sempre uma história de conhecimento por mais simples que seja.
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  2. Oi Elis,
    Que fofo, sua resenha me fez pensar que é um livro repleto de ternura. Imagino a tristeza dela, mas gostei da maneira que escolheu de seguir em frente, assim garante sempre contato com pessoas.
    Da autora li apenas Anjos à mesa e amei a escrita dela. Pretendo conferir este livro e espero que os outros sejam lançados também. =)
    Ah e com toda certeza já "dialoguei" muito com quem já partiu. Gostei dessa inclusão no texto.

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um livro calmo, bom pra você relaxar né. Mas não sei, não me interessei muito, acho que não gosto muito de calmaria assim numa história.

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro os livros da autora, as historias dela são mais sobre relações humanas, focadas no romance ou não. Também gostei do fato da dona da pousada ser uma tricoteira, tem até receitinha de trico no livro!!

    ResponderExcluir
  5. Leticia Ramos de Mello Oliveira31 de janeiro de 2015 16:02

    Olá, Elis!

    Também gostei do fato de haver conversas entre vivos e mortos sem descambar para a religião. Sei que há muita gente que acredita que se pode falar com os mortos, outras não, e outras que acham que isso está ligado à religião. Mas a Debbie consegue ser delicada sobre isso e trata com o maior carinho e respeito.
    Só espero que a Novo Conceito publique os outros livros da série da Pousada Rose Harbor, incluindo os contos, pois queremos ver as relações dos personagens e sua evolução. Mesmo que essa publicação implique em um pouco de confusão, pois essa série está ligada a "As Cronicas de Cedar Cove" que foi publicada de forma incompleta pela Harlequin.
    Aliás, tenho Anjos à Mesa e gostei de ver as famosas receitas no final do livro (no meu caso eram biscoitos de chocolate com menta). Quem sabe um dia eu compre o livro só para conhecer as receitas de Cedar Cove.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados