Resenha: Ligeiramente Casados - Mary Balogh

05/12/2014

ligeiramente-casados

 

Ligeiramente Casados
Slightly Married
Os Bedwyns # 01
Mary Balogh
ISBN: 9788580413212
Ano: 2014 / Páginas: 288
Editora: Arqueiro




À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse Custe o que custar!. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum. Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias. Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar. Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados... Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página.



Séries enormes, com famílias imensas!!
Mais uma série linda e enorme para eu ler e gastar todo o meu rico dinheiro comprando livros (como se eu me importasse...).


Eve, a mocinha, mora em uma casa com vários funcionários e agregados que dependem dela para viver. Um dia ela recebe uma visita, e acha que é o irmão que voltou da guerra,
mas é o coronel Aidan Bedwyn, que veio dar a ela a pior noticia possível. Com a morte do irmão, Eve vê tudo aquilo pelo qual lutou e construiu desabar ao seu redor. Ela vai perder a casa, a fortuna, e vai ser despejada junto com todos os seus agregados que não tem condições de se sustentarem sozinhos, na rua da amargura.
Aidan descobre as condições de Eve, e faz uma proposta: que os dois se casem para que desgraça pior não ocorra e depois vai cada um para o seu canto e não precisam mais se ver de novo.
Tudo iria dar muito certo se o mocinho não tivesse um irmão mais velho pra lá de intrometido que além de tudo ainda é duque, e acha que é seu dever zelar para o bom nome da familia. E em nome da moral e dos bons costumes, o duque decide apresentar Eve para a rainha, a corte, e o diabo a quatro!! Pelo visto os planos tão bem organizados do casal relutante não vai dar em nada!!


A relação do casal é meio fria sim, pelo menos no primeiro terço do livro. Afinal são dois totais desconhecidos. E para piorar Aidan surgiu na vida de Eve da pior forma possível: trazendo a noticia da morte de seu irmão. Ela simplesmente não consegue gostar dele.
Aidan acha que tem uma obrigação moral com Eve, ja que o irmão dela salvou sua vida na guerra, e agora ele quer retribuir.
A relação dos dois vai sendo construída página à página. Os dois vão aprendendo cada dia um pouco mais a respeito do outro e se admirando mutuamente, até que vai ficando muito difícil honrar o acordo anterior...


A familia do Aidan, os Bedwyn parece ser da pesada. São seis livros, um para cada irmão e ainda tem mais dois livros sobre os agregados. Pelo visto vai ser uma série enorme!! Minha única reclamação é que os livros saem à conta gotas no Brasil. Podiam dar uma acelerada na publicação né, ou pelo menos publicar o do irmão mais velho antes! Hehehehhe


... por Cris Paiva



Comentarista Premiado < Formulário >

Comente com o Facebook:

5 comentários :

  1. Ta na moda séries contando a história de trocentos irmãos né rs Tenho vontade de ler esse livro, acho que o romance nele é bem mais crível por conta de acontecer aos poucos, por eles precisarem se conhecer de verdade antes.

    ResponderExcluir
  2. Tenho uma relação de amor e ódio com séries longas, mas o amor, invariavelmente, acaba vencendo, pois sou uma apaixonada por séries que tratam de famílias principalmente as bem contadas onde as relações são construídas no dia a dia, pouco a pouco, nada de "te vi, te amei, te quis e acabou a história. Ligeiramente Casados foi assim e deu pra entender perfeitamente todo os medos de ambos os personagens e o empenho de cada um pra transformar algo fadado ao fracasso em algo duradoura.

    ResponderExcluir
  3. Ah, eu não ligo de ser series não. Mas escolho a dedo as que eu começo a ler. E como a Arqueiro esta publicando as series na integra, não tenho mais aquele medo de largar a publicação pela metade.

    ResponderExcluir
  4. Achei lindo o romance, e foi aquela relação construída aos poucos, o que tornou a historia mais "real". Ja virei fã da autora.

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris, este livro inicial já me deixou com água na boca para conhecer os irmãos, principalmente o mais velho mesmo, que tenho quase certeza será lá pelo final :(
    Os protagonistas são bem carismáticos e fortes. Gostei do fato de Eve não ser do tipo que fica choramingando pelos cantos. A descontração de Aiden ao longo do livro foi bem vinda, e encheu aos olhos.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados