Resenha: Antes de dormir - S. J. Watson

22/12/2014


S. J. Watson
ISBN: 8501092053
Ano: 2012 / Páginas: 400
Editora: Record
Todos as manhãs, Christine acorda sem saber onde está. Suas memórias desaparecem todas as vezes que ela dorme. Seu marido, Ben, é um estranho. Todos os dias ele tem de recontar a vida deles e o misterioso acidente que tornou Christine uma amnésica. Encorajada por um médico, ela começa a escrever um diário para ajudá-la a reconstruir suas memórias mas acaba descobrindo que a única pessoa em quem confia talvez esteja contando apenas parte da história.
Olá!

Eu adoro um bom livro de suspense. A culpa é toda da Agatha Christie, que me viciou no gênero, e Antes de Dormir me pegou de jeito. Comecei a ler e não consegui largar enquanto não terminei, igualzinho ao que acontece quando leio os livros da mestra do romance policial.

Christine sofreu um trauma e por conta disso tem uma amnésia grave. Ela não consegue se lembrar de nada do que aconteceu no dia anterior. Todos os dias ela acorda, sem saber direito onde está, ou quantos tem, e quem é o homem que dorme em sua cama. E todos os dias o seu marido, Ben, tem de explicar tudo para ela: quem é ele, onde vive e o que aconteceu com ela. É uma situação desgastante para ambos.

Um pouco cansada disto, Christine começa a ver um médico sem o seu marido saber, e por sugestão dele, começa a escrever um diário. Todos os dias o médico liga avisando sobre o diário e explica sobre o tratamento, Christine lê o que escreveu nos dias anteriores e registra todos os pormenores do dia atual.

E com isso ela começa a perceber que nem sempre o seu marido diz a verdade. Às vezes, ele conta uma historia diferente, omite, e não diz coisas que ela considera importantes. Antes esses detalhes passavam em branco, pois se ela tinha alguma desconfiança a respeito de Ben, todas elas sumiam quando dormia e ela acordava no dia seguinte com a vida em branco novamente. Mas agora as páginas do diário contam uma historia bem diferente para ela, que muitas vezes não bate com a descrição de seu marido, e nem com suas lembranças que estão começando a aflorar e que se juntando formam um cenário por vezes assustador…

Algumas pessoas podem dizer que o livro é repetitivo ou que deixou lacunas. Eu acredito que isso foi proposital. A vida de Christine é uma repetição de fatos: todos os dias ela acorda sem saber de nada, lê o diário, confronta o marido, reconstrói as suas memórias… e é claro que pedaços da sua vida vão ficar faltando, por mais que se esforce para juntá-los. E apesar da história ser escrita em primeira pessoa, o que não é lá muito agradável, também não fica cansativo. O autor fugiu daqueles chavões horrorosos de ficar colocando pensamentos aleatórios da personagem. O livro é em primeira pessoa por conta do diário e das impressões da Christine, e para mostrar o seu estado psicológico, sua fragilidade, seus medos, desconfianças…

Apesar do autor dar algumas voltas, a historia é ótima! Se, como foi dito na contra-capa, esse é o seu primeiro livro, eu imagino como serão os próximos!

… por Cris Paiva

Comente com o Facebook:

2 comentários :

  1. Adorei a premissa do livro! É um suspense bem simples até mas parece ser muito bom.

    ResponderExcluir
  2. O livro realmente é muito bom e, confesso, pirei com junto com Christine!
    No mês que vem estreia a adaptação então segurem seus forninhos pq eu já to ansiosa²!!!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados