Resenha: A garota que você deixou para trás - Jojo Moyes

11/09/2014

A Garota Que Você Deixou Para Trás
Jojo Moyes
Ano: 2014 / Páginas: 384
Idioma: português 
Editora: Intrínseca
Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.


Olá!

A autora tem um talento inequívoco para tecer histórias românticas com forte dilema moral.

E, A garota que você deixou para trás, também é triste, uma história comovente de amor, perda e guerra, que mostra como o o ser humano pode transcender a tirania , a opressão e até mesmo ódio e desconfiança de pessoas que você gosta.

A primeira parte do livro tem mais enfoque na história de Sophie, sofrendo pela devastação da guerra. Que ocorre durante a invasão do norte da França, pelos alemães na Primeira Guerra Mundial. Sophie está disposta a qualquer coisa só para ver seu amor, Édoaurd, que está lutando no front. Inclusive sofrer o ódio dos vizinhos achando que ela colaborava com o inimigo. E o que Sophie tem que decidir ao ter o seu retrato pintado por Édouard, descoberto por um oficial.E saques de guerra são bem comuns.

A segunda parte do livro aborda a história de Liv, uma viúva , 100 anos depois, que se vê com esse misterioso retrato, que se torna sua tábua da salvação , após a trágica morte de seu marido.

Pouco a pouco vamos descobrindo o que houve com Sophie e Édouard, na narrativa que oscila entre um e outro, e uma série de eventos que vão até o encontro de Liv com Paul, que coincidentemente está a procura do quadro.

Mas Liv sente uma ligação com o quadro e fica relutante em entregá-lo aos “donos legítimos” , começando assim uma jornada a procura da origem do quadro.

Paul acredita que o quadro fora roubado pelos alemães durante a guerra e  foi contratado para recuperá-lo e, consequentemente ferir Liv. Os dois acabam se envolvendo.  Liv terá que decidir até onde está disposta a ir por conta do amor.

A história do retrato se torna uma personagem da trama. Nos remete e evoca sentimentos como de qualquer outra personagem. Liv se agarra a ao quadro e a história dele, e tenta mostrar que ela é a legítma dona, mas todo o resto quer mostrar que ela deve devolver aos descendentes de Édouard.

Tanto Sophie quanto Liv são mulheres que agem pensando na coisa certa a fazer, mas isso será o certo? Fazer a coisa errada pelas razões certas?

O livro fala de perdas, de amor, o desejo de começar a viver e amar novamente. Um livro que toca o coração. Recomendo.

Boa leitura.

See ya!


Comente com o Facebook:

4 comentários :

  1. Uma amiga vem há tempos insistindo pra que eu leia os livros da Jojo Moyes. Ela até já disse pra eu esquecer os lenços, que o negócio é um lençol de tanto que o livro é "chorável"... mas é isto que me apavora, livros tristes demais, e quando se tem uma guerra como pano de fundo é quase ctza de que isto acontecerá.

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler essa trama!
    A escrita da Jojo é super elogiada e os enredos parecem bem construídos.
    Assim que tiver uma oportunidade o lerei.
    Bj!

    ResponderExcluir
  3. Depois que li Como Eu Era Antes de Você sou outra pessoa. Nunca mais fui a mesma... MAs, peguei meio receio de ler outro livro da Jojo e sofrer como com o Will.
    Todos falam tão bem desse livro. A curiosidade sempre cresce absurdamente... Mas, o medo ainda persiste... xD

    Um dia preciso parar de ser covarde e encarar mais uma história que pelo visto é linda também...

    Amei a resenha!!

    ResponderExcluir
  4. Apesar da historia ser desenvolvida no clima de guerra - coisa que não me atrai muito -, quero conhecer os livros da autora, especialmente com uma adaptação vindo por aí e, quem sabe, este também não siga os mesmos passos.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Feliz dia!!!

Atenção

Oi gente, o blog ganhou um layout novo e como eu migrei do wordpress para o blogger, os posts antigos estão muito bagunçados. Toda mudança gera uma bagunça e não seria diferente por aqui.
Irei arrumando os posts sempre que eu tiver um tempinho, conto com sua compreensão.

Mais Recentes

Cadastre seu email

Você quer receber as postagens do CODINOME por e-mail? Então, inscreva-se aqui.

Em seguida, é preciso ativar a assinatura na mensagem de confirmação que vocês receberão em nome do Google FeedBurner.

Link Me!

CODINOME LEITORA

Codinome: Leitora - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados